SUPLENTES

Oswaldo de Oliveira sinaliza que Durval deve seguir no banco do Sport

Com a boa fase de Ronaldo Alves e Matheus Ferraz, o xerife rubro-negro segue entre os reservas

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 15/08/2016 às 8:09
Foto: JC Imagem
Com a boa fase de Ronaldo Alves e Matheus Ferraz, o xerife rubro-negro segue entre os reservas - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

O ídolo e capitão Durval deve seguir mais tempo no banco do Sport na Série A do Campeonato Brasileiro. Após a vitória sobre o Flamengo no último sábado (13), o técnico Oswaldo de Oliveira transmitiu a ideia de que não pretende fazer mudanças na zaga rubro-negra neste momento. Ou seja, Ronaldo Alves e Matheus Ferraz permanecem como titulares.

“Isso é uma coisa corriqueira no futebol. Nós reconhecemos, eu especialmente, o valor do Durval, mas acho que o momento é de Matheus Ferraz e Ronaldo Alves”, disse o treinador, elogiando a postura dos atuais titulares.

Há seis jogos seguidos que Durval não aparece no time de cima do Sport. O última partida dele foi na derrota para a Ponte Preta, no dia 9 de julho. Após esse compromisso, o zagueiro desfalcou a equipe em três rodadas seguidas, seja por suspensão provocada pelo terceiro amarelo ou por conta de dores no joelho direito. A recuperação, contudo, não trouxe garantias de retorno ao time titular, o que provocou uma cena rara de se ver na Ilha do Retiro: a de Durval no banco. 

Coincidência ou não, desde que o capitão leonino saiu, o Sport não perdeu mais no Brasileirão. Foram quatro vitórias e dois empates. Além disso, a defesa melhorou o desempenho sofrendo apenas cinco gols no período.

Apesar de indicar a reserva para Durval, Oswaldo de Oliveira destacou que o zagueiro voltará a ter chances no futuro. “Ele vai voltar a jogar, porque é um jogador de categoria reconhecida”, afirmou.

Titular nos últimos seis jogos, Ronaldo Alves segue o mesmo discurso do treinador. Ainda assim, comemora o bom momento com a camisa rubro-negra. “Durval é um grande profissional, tem histórico no clube e respeito ao máximo. Mas, com suspensão e lesão, consegui fazer boas partidas, manter o equilíbrio e estou tendo oportunidade de ter sequência, tudo que um atleta precisa. Venho tentando desempenhar o meu melhor para crescer cada vez mais dentro do clube”, declarou o ex-defensor do Náutico.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias