goleiro

Sport amplia vínculo com Maílson até 2022

Novo acordo prevê multa para transferência dentro ou fora do país

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 16/09/2019 às 18:52
Notícia
Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife
Novo acordo prevê multa para transferência dentro ou fora do país - FOTO: Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife
Leitura:

O goleiro Maílson renovou seu contrato com o Sport nesta segunda-feira (16). Criado na base do clube, o arqueiro tinha vínculo até o ano de 2021. O novo acordo aumenta o acordo por mais um ano, até a temporada 2022. O documento atual também acrescenta uma multa referente à saída do jogador, tanto para dentro como para fora do Brasil. Além disso, as dívidas do Leão com o jogador contraídas em 2018 foram repactuadas.

O diretor de futebol rubro-negro Nelo Campos ressaltou a confiança do clube no atleta. "Comissão técnica, diretoria, todo mundo confia no trabalho dele. Ele foi importantíssimo na reta final do Campeonato Pernambucano, na final. É um goleiro já de serviços prestados no clube", destacou o dirigente.

Nelo Campos aproveitou para minimizar a falha do arqueiro no domingo (15), diante do Figueirense. O Sport vencia por 2x0 quando o time catarinense diminuiu, no final do jogo, com Andrigo.

"Todo bom goleiro geralmente acontece o que aconteceu com Mailson ontem. Ainda bem que ele teve a sorte de que o resultado ficou. Pior quando acontece em jogo que está 0x0, ou 1x0 só. Teve a sorte quando aconteceu. Não me recordo de nenhum grande goleiro que nunca tenha falhado", disse o diretor.

Aos 23 anos, Maílson tem 43 jogos como profissional na carreira. Só nesta temporada 2019, o jogador entrou em campo em 29 oportunidades. Ele assumiu a titularidade após falhas de Magrão e seguiu entre os onze iniciais do time depois que o camisa 1 deixou o clube. Em toda a carreira, sofreu apenas cinco derrotas e 34 gols.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias