série b

Guto Ferreira fala sobre desfalques do Sport e evolução na Série B

Sport agora se prepara para o jogo contra o América-MG na Ilha do Retiro, na sexta-feira (20), às 21h30

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 16/09/2019 às 10:23
Notícia
Brenda Alcântara/JC Imagem
Sport agora se prepara para o jogo contra o América-MG na Ilha do Retiro, na sexta-feira (20), às 21h30 - FOTO: Brenda Alcântara/JC Imagem
Leitura:

O treinador do Sport, Guto Ferreira, ficou satisfeito com o triunfo por 2x1 sobre o Figueirense no domingo, fora de casa. Agora, o elenco rubro-negro planeja a próxima partida contra o América-MG na Ilha do Retiro, na sexta-feira (20).  O comandante rubro-negro comentou as saídas de Hyuri, Hernane Brocador e João Igor, que reclamaram de desconfortos musculares, mas não devem preocupar para o futuro da equipe na Série B. Ele falou sobre a motivação do elenco e as melhorias previstas para as próximas partidas.

DESFALQUES

Guto ponderou e disse que nenhuma situação preocupa para a preparação da semana. "Hyuri saiu reclamando de uma lesão, que já havia sentido no jogo passado. Então vamos investigar. João fazia uma partida muito boa e teve um trauma. Trauma é disputa. E saiu o outro do time deles também, que é a mesma situação. Por que? Porque o vento tira o teu controle. Você está procurando a bola olhando para cima e daqui a pouco você perde a noção de onde você está. A saída de Hernane foi por precaução. Não foi uma lesão. Foi o desgaste da partida. Ele já vem fazendo um tratamento para estar dentro de campo. Então, naquele momento ele pediu para sair e a gente também achou que era interessante tirá-lo", comentou o treinador.

O Sport encara uma situação relativamente confortável na Série B. Com a vitória diante do Figueirense, o Leão se consolida na terceira colocação da tabela e se aproxima dos líderes da classificação. Está com 38 pontos, empatado com o Atlético-GO, e a quatro de alcançar o líder Bragantino, no topo com 42. Guto falou sobre as melhorias que o elenco mira para as próximas partidas. "A gente ainda tem que melhorar e eles sabem disso. Mas está tendo avanço. Está tendo uma cobrança muito grande. Eles não estão felizes com alguns erros que acontecem. Eles não estão brigando por vencer. Eles estão brigando por vencer errando o mínimo possível. Eles estão se cobrando para conseguir o que eles podem. Foi contra o bragantino e no jogo de hoje (ontem). Espero que aconteça nas próximas", comentou. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias