SPORT

Guto não descarta surpresa, mas aponta permanência como objetivo do Sport na Série A

Treinador acredita que é possível alcançar maiores feitos, mas aponta luta contra o rebaixamento para 2020

Diego Borges
Diego Borges
Publicado em 07/12/2019 às 7:40
Notícia
Foto: JC Imagem
Treinador acredita que é possível alcançar maiores feitos, mas aponta luta contra o rebaixamento para 2020 - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

De técnico renovado e os primeiros passos dados para a montagem do elenco de 2020, o Sport acelerou nesta semana o projeto para a temporada que marca a volta da equipe rubro-negra à Série A, após um ano apenas fora da divisão. De fato, pode-se dizer que é impossível não resgatar o período anterior à queda, onde o Leão disputou a elite por cinco temporadas consecutivas, marcando o seu recorde de participações até então na era dos pontos corridos.

No entanto, para que a marca seja alcançada novamente, o próximo ano será crucial sobretudo pelas dificuldades financeiras adquiridas no último descenso, que ainda assombram o caixa leonino e norteiam o objetivo principal da temporada: a permanência para 2021.

Ao menos, é o que se desenha a partir da declaração do técnico Guto Ferreira, que não descarta a possibilidade do Sport surpreender e alcançar ótimos resultados, porém garante que o foco principal é não cair novamente. “Não adianta falar que o Sport vai disputar o título. Antes da competição começar, não podemos dizer. O Ituano entrou no Campeonato Paulista em 2014 para tentar classificar na primeira fase e acabou campeão, surpreendeu todo mundo”, aponta, antes de destacar.

“O Sport vai buscar a permanência na Série A e, num segundo momento, uma classificação na ‘Sula’ e caso consiga fazer uma competição sólida, como neste ano que classificam oito equipes (para a Libertadores), surpreender e buscar coisa maior. É a competição que vai dizer. Mas uma coisa certa é a permanência, até pelo orçamento. Mesmo próximo do que alguns vão ter, mas por ter que pagar contas, vai ser menor”, situou o treinador.

FLAMENGO É INSPIRAÇÃO

Para Guto Ferreira, o Flamengo acaba se tornando uma fonte de inspiração para o Sport, não pela questão financeira, mas pela entrega dos atletas ao longo da temporada que rendeu aos cariocas o título nacional e da Libertadores. “Uma equipe para disputar bem uma Série A, e o Flamengo mostra muito isso, não basta só qualidade. O Flamengo foi diferente porque além da qualidade teve a vontade, a disposição, a fome. E a gente visa que continue com essa fome que tivemos em 2019. Uma equipe competitiva em todos os jogos e que continue com essa fome dentro de campo, por resultados”, completa o treinador.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias