COBERTURA

Atrações internacionais provocam diferentes sensações no Rec-Beat

Dorit Chrysler e Dengue Dengue Dengue! aliaram idetidade visual e sonora para atrair a atenção do público

Alef Pontes
Alef Pontes
Publicado em 16/02/2015 às 3:12
Ariel Martini/Divulgação
Dorit Chrysler e Dengue Dengue Dengue! aliaram idetidade visual e sonora para atrair a atenção do público - FOTO: Ariel Martini/Divulgação
Leitura:

A segunda noite de comemorações dos 20 anos do festival Rec-Beat, domingo (15), abriu espaço para experimentações musicais. Duas atrações internacionais, a austríaca Dorit Chrysler e o duo peruano Dengue Dengue Dengue! fizeram um espetáculo de interação visual e sonora no Cais da Alfândega.

Utilizando-se de um teremin - instrumento eletrônico que transforma as oscilações das mãos do músico em sons -, Dorit Chrysler foi a responsável por um dos momentos mais hipnóticos da noite. Através de seus movimentos em palco, a austríaca orquestrou a atenção do público em uma perfomance magnética, baseada na simplicidade do instrumento, samples de ritmos que iam do jazz ao tango e a ausência de contato físico. 

Já os DJs mascarados Felipe Salmon e Rafael Pereira contaram com a VJ Nadia Escalante para despertar o público do transe, proporcionado pela apresentação anterior. Com uma mistura de hip hop e ritmos latinos como a cumbia nas picapes, a Dengue Dengue Dengue! transformou o cais em uma verdadeira pista de dança. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias