Educação

Pronatec Aprendiz deve oferecer 12 milhões de vagas a jovens até o fim de 2018

Objetivo é massificar atuação do programa nas grandes e médias empresas, nas quais, atualmente, apenas 5% dos jovens beneficiados atuam

Da ABr
Da ABr
Publicado em 11/02/2015 às 14:38
Foto: Tiago Calazans/Acervo /JC Imagem
Objetivo é massificar atuação do programa nas grandes e médias empresas, nas quais, atualmente, apenas 5% dos jovens beneficiados atuam - FOTO: Foto: Tiago Calazans/Acervo /JC Imagem
Leitura:

O Ministro da Educação (MEC), Cid Gomes, espera oferecer 12 milhões de vagas para jovem aprendiz até o final de 2018. "A meta do Pronatec para esse período [de segundo mandato da presidenta Dilma] é de abrir 12 milhões de vagas. Existe já um programa nacional que é o Menor Aprendiz. E esse programa está muito presente em grandes e médias empresas, até por obrigatoriedade. Mas essas empresas só representam 5% do universo empresarial, então agora nós queremos massificar" afirmou o ministro da Educação, Cid Gomes, ao deixar um encontro com o ministro da Secretaria de Micro e Pequena Empresa (SMPE), Guilherme Afif, quando assinaram cooperação entre as pastas para custear o treinamento de jovens em empresas de pequeno porte.

Afif explicou que, atualmente, cabe às grandes empresa arcarem com os custos de acompanhamento do jovem durante o período de estágio dentro da empresa. No caso das micro e pequenas empresas, que representam 95% do universo empresarial do país, o Pronatec Aprendiz vai cobrir os custos de treinamento e acompanhamento, cabendo a elas apenas o pagamento do salário. Outra mudança é a possibilidade de o jovem ingressar ao mercado com 14 anos.

Cid Gomes ressaltou ainda que existe a necessidade de garantir maior acesso a programas de capacitação técnica voltados aos jovens do país. De acordo com ele, em países como a Alemanha e a França, a relação entre profissionais com nível de instrução técnica é de 5 pra cada 1 com nível superior.

"No Brasil, que já padece de um histótico baixo de profissionais de nível superior, embora esse quadro esteja mudando aceleradamente, a relação é de 1 profissional [com nível superior] pra meio [com nível técnico]. Essa é uma das razões que motivaram o governo a colocar em ação esse programa Pronatec", disse. "Vai ser um oportunidade para milhões de jovens e isso sem dúvida nenhuma terá impacto positivo na nossa economia", completou Cid Gomes.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias