Crise Hídrica

Reservatórios voltam a registrar alta; Cantareira chega a quase 7%

Nos últimos dias, o Cantareira tem se beneficiado das chuvas que atingem a cidade

Da Folhapress
Da Folhapress
Publicado em 13/02/2015 às 11:11
Foto: Luiz Augusto Daidone / Prefeitura de Vargem
Nos últimos dias, o Cantareira tem se beneficiado das chuvas que atingem a cidade - FOTO: Foto: Luiz Augusto Daidone / Prefeitura de Vargem
Leitura:

Os principais reservatórios de São Paulo voltaram a registrar alta nesta sexta-feira (13), de acordo com dados da própria Sabesp.

O reservatório do Cantareira, por exemplo, opera com 6,9% de sua capacidade. Na quinta-feira (12), o índice era de 6,7%. .

O sistema abastece 6,2 milhões de pessoas na zona norte e partes das zonas leste, oeste, central e sul da capital paulista e já opera com a segunda cota do volume morto (água do fundo do reservatório que não era contabilizada).

Nos últimos dias, o Cantareira tem se beneficiado das chuvas que atingem a cidade. No mês, o Cantareira acumula 145,9 mm mm de água. A média histórica para o mês de fevereiro é de 199,1 mm.

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) estipulou o final de março como o prazo para a decisão se será ou não adotado um rodízio de água na região metropolitana de SP.

Já os mananciais do Alto Tietê, Rio Grande e Rio Claro também registram alta. O primeiro, que abastece 4,5 milhões de pessoas na região leste da capital paulista e Grande São Paulo, passou de 13,2% para 13,3%.

No dia 14 de dezembro, o Alto Tietê passou a contar com a adição do volume morto, que gerou um volume adicional de 39,5 milhões de metros cúbicos de água da represa Ponte Nova, em Salesópolis (a 97 km de São Paulo).

DEMAIS SISTEMAS

A represa de Guarapiranga, que fornece água para 5,2 milhões de pessoas nas zonas sul e sudeste da capital paulista, opera com 55,2% de sua capacidade, mesmo índice registrado na quinta-feira.

O reservatório Alto de Cotia, que fornece água para 400 mil pessoas, também ficou estável e opera com 34,3% de sua capacidade.

O reservatório de Rio Claro, que atende a 1,5 milhão de pessoas, opera com 31,8% de sua capacidade, depois de subir 0,1 ponto percentual em relação ao dia anterior.

Já o sistema Rio Grande, que atende a 1,5 milhão de pessoas, opera com 79,9% de sua capacidade, após subir 0,1 ponto percentual em relação à quinta-feira.

A medição da Sabesp é feita diariamente e compreende um período de 24 horas: das 7h às 7h.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias