crise hídrica

Cantareira sobe e nível chega em 45,2%, diz Sabesp

Já o Sistema Guarapiranga, que hoje é o responsável por abastecer o maior número de pessoas (5,8 milhões), caiu novamente

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 30/01/2016 às 12:15
Foto: Vagner Campos/A2 FOTOGRAFIA
Já o Sistema Guarapiranga, que hoje é o responsável por abastecer o maior número de pessoas (5,8 milhões), caiu novamente - FOTO: Foto: Vagner Campos/A2 FOTOGRAFIA
Leitura:

Com chuvas na região, o sistema Cantareira subiu neste sábado para 45,2% de sua capacidade, ante um nível de 44,9% registrado ontem, segundo dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) divulgados hoje. Essa dado considera as duas cotas de volume morto como se fossem volume útil do sistema. Em processo de recuperação, o Cantareira não registra queda há mais de três meses.

Com uma pluviometria do dia de 4,9 mm, o volume de chuvas acumulado no mês está em 204,5 mm, o que significa que está abaixo da média histórica para o mês, que é de 146,9 mm.

Já de acordo com o segundo índice divulgado pela Sabesp, que considera o volume sem a reserva técnica, dividido pelo volume útil, o nível da capacidade do manancial está en 15,9%. Esse índice passou a ser divulgado após liminar.

Já o Sistema Guarapiranga, que hoje é o responsável por abastecer o maior número de pessoas (5,8 milhões), caiu novamente, passando de 85% para 83,6%. O Alto Tietê subiu 0,1 ponto porcentual e foi a 29,1%. 

O Sistema Alto Cotia caiu de 103% para 102,1%, segundo os dados da Sabesp. O Rio Grande foi a 91,2%, queda de 0,2 ponto porcentual em relação a ontem e o Rio Claro atingiu 81,9%, alta de 0,1 ponto porcentual.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias