MARIELLE FRANCO

Polícia prende ex-PM suspeito de envolvimento na morte de Marielle

O ex-policial militar é conhecido como Renatinho Problema, e é suspeito ainda de integrar milícia

Ana Tereza Moraes
Ana Tereza Moraes
Publicado em 18/12/2018 às 9:05
Foto: Reprodução
O ex-policial militar é conhecido como Renatinho Problema, e é suspeito ainda de integrar milícia - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

Na manhã desta terça-feira (18), no Rio de Janeiro, policiais da 82ª DP (Maricá) prenderam o ex-policial militar Renato Nascimento Santos, por suspeita de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista dela, Anderson Gomes, em março desse ano.

De acordo com informações do G1, o policial é conhecido como Renatinho Problema. A delegada Carla Tavares, responsável pelo caso, afirmou que ele tem dois mandados de prisão por homicídio e outro por porte ilegal de arma. Renatinho é suspeito ainda de integrar milícia.

9 meses do crime

Na última sexta-feira (14), o assassinato de Marielle e Anderson completou nove meses ainda à espera de uma solução. Eles foram mortos na noite de 14 de março deste ano, no bairro do Estácio, na região central do Rio. Os dois foram alvejados quando estavam dentro carro, voltando para casa após participar de evento na Lapa. Os tiros foram disparados de outro veículo.

Na última semana, policiais da Delegacia de Homicídios (DH) do Rio foram às ruas para tentar cumprir 15 mandados de prisão e de busca e apreensão relacionados à morte da vereadora e do motorista.

De acordo com o general Richard Nunes, secretário da Segurança Pública do Rio de Janeiro, Marielle Franco teria sido morta porque milicianos acreditaram que ela poderia atrapalhar os negócios ligados à grilagem de terras na zona oeste do Rio.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias