Mísseis

Irã diz que não faz sentido falar que mísseis derrubaram avião ucraniano

Declaração foi feita após rumores alegarem que o Boeing 737 da Ukraine Airlines International teria sido atingido por um míssil lançado pelo exército de elite iraniano

AFP
AFP
AFP
Publicado em 09/01/2020 às 15:04
Foto: AKBAR TAVAKOLI / IRNA / AFP
Declaração foi feita após rumores alegarem que o Boeing 737 da Ukraine Airlines International teria sido atingido por um míssil lançado pelo exército de elite iraniano - FOTO: Foto: AKBAR TAVAKOLI / IRNA / AFP
Leitura:

As autoridades iranianas disseram nesta quinta-feira (9) que "não faz sentido" os rumores de um ataque com míssil contra o avião ucraniano que caiu na quarta-feira no Irã e matou 176 pessoas.

"Vários voos nacionais e internacionais estavam no espaço iraniano ao mesmo tempo à mesma altura de 8.000 pés, e essa história do ataque com mísseis no avião não pode estar correta", de acordo com um comunicado no site do ministério da Transporte do Irã. 

"Esses rumores não fazem sentido", acrescenta o texto, citando  Ali Abedzadeh, presidente da Organização de Aviação Civil Iraniana (CAO) e vice-ministro de Transportes. 

Abedzadeh reagiu aos rumores que circulam nas redes sociais, segundo os quais o Boeing 737 da Ukraine Airlines International teria sido atingido por um míssil lançado pela Guarda Revolucionária, o exército de elite iraniano.

Queda

A queda do Boeing 737 da Ukraine  Airlines Iternational se deu após o transporte aéreo decolar do Aeroporto Internacional de Teerã, no Irã, com destino a Kiev, na Ucrânia.

Companhias aéreas cancelam voos para Irã e Iraque

A companhia alemã Lufthansa anunciou, nessa quarta-feira (8), a suspensão "até nova ordem" de seus voos para Irã e Iraque, algumas horas depois dos ataques iranianos contra duas bases iraquianas usadas por soldados americanos. A Lufthansa também anulou um voo previsto, nesta quarta, no trajeto Frankfurt-Teerã, informou a companhia, acrescentando que o contorno das zonas aéreas iraniana e iraquiana terá "um impacto sobre a duração" de outros voos.

A companhia aérea franco-holandesa Air France-KLM também informou nesta quarta-feira que decidiu suspender todos os voos em espaço aéreo de Irã e Iraque, como medida preventiva. A decisão veio após o Irã lançar um ataque com mísseis contra bases aéreas utilizadas por tropas americanas no Iraque ontem à noite, em retaliação a um bombardeio dos EUA que matou o principal líder do Irã, no fim da semana passada.

Últimas notícias