Al-Qaeda

Sete mortos em atentados da Al-Qaeda contra base militar no Iêmen

Atentados aconteceram pouco depois da chegada ao quartel-general do comboio do comandante da Primeira Divisão

Da AFP
Da AFP
Publicado em 09/12/2014 às 9:15
Leitura:

Sete militares morreram e oito ficaram feridos em dois atentados com carros-bomba contra um quartel-general do exército na região sudeste do Iêmen, ataques que foram reivindicados pela Al-Qaeda. "Dois terroristas ao volante de dois carros-bomba avançaram contra o quartel-general da Primeira Divisão militar em Seiyun, na região de Hadramout, e detonaram as cargas na entrada", afirmou uma fonte militar.

Os atentados aconteceram pouco depois da chegada ao quartel-general do comboio do comandante da Primeira Divisão, o general Abderrahman al-Halili, que escapou ileso. Em uma mensagem no Twitter, a Ansar al-Sharia, grupo vinculado à Al-Qaeda na Península Arábica, reivindicou os atentados e afirmou que provocaram "dezenas de mortos e feridos".

"O primeiro veículo explodiu na entrada do quartel-general e o segundo dentro do acampamento", afirma a mensagem do grupo extremista. Ao mesmo tempo, uma bomba explodiu em uma praça de Seiyun, perto da sede do governo local. As forças de seguranças e as tropas militares são alvos frequentes de ataques no país, geralmente atribuídos à Al-Qaeda.

A Al-Qaeda na Península Arábica aproveitou a fragilidade do governo central no Iêmen em 2011, provocada pela revolta popular contra o então presidente Ali Abdallah Saleh, para reforçar sua presença, sobretudo no sul e sudeste do país.

Últimas notícias