Oriente Médio

Al-Qaeda assume o controle de importante base militar na Síria

Durante a ofensiva contra a base, a Frente al-Nusra usou tanques e outras armas pesadas, que foram roubadas no mês passado da Frente Revolucionária Sírio

Da AFP
Da AFP
Publicado em 15/12/2014 às 9:23
Foto: ALI AL-SAADI / AFP
Durante a ofensiva contra a base, a Frente al-Nusra usou tanques e outras armas pesadas, que foram roubadas no mês passado da Frente Revolucionária Sírio - FOTO: Foto: ALI AL-SAADI / AFP
Leitura:

O regime sírio perdeu em 24 horas duas bases militares estratégicas na província de Idleb (noroeste) para a facção síria da Al-Qaeda e seus aliados islamitas, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

"A base de Hamidiye caiu nas mãos do grupo islamita radical Ahrar al Sham, aliado da Frente Al Nosra, horas depois da queda do campo de Wadi al Deif", indicou o OSDH.

A Frente al-Nosra, apoiada pela brigada islamita Jund Al-Aqsa, conseguiu dominar dois pontos de controle e posições da base de Wadi al-Deif, na cidade de Maaret al-Naamane, segundo o OSDH, que tem uma ampla rede de fontes entre ativistas e médicos.

Estas vitórias deixam nas mãos da Frente al-Nusra a maior parte da província de Idleb, na fronteira com a Turquia, e representa uma nova demonstração de força da Al-Qaeda.

Os rebeldes da oposição síria, que tentam derrubar o presidente Bashar al-Assad, cercaram durante dois anos o campo de Wadi al-Deif, mas não conseguiram expulsar as tropas governamentais do local.

Durante a ofensiva contra a base, a Frente al-Nusra "usou tanques e outras armas pesadas, que foram roubadas no mês passado da Frente Revolucionária Sírio", apoiada pelos ocidentais, afirmou à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman. 

A Frente foi vencida pelos combatentes da Al-Nusra em Idleb, uma derrota para o governo dos Estados Unidos, que tenta treinar uma força rebelde moderada capaz de contra-atacar os jihadistas.

A província de Idleb foi uma das primeiras cujo controle o governo perdeu, pouco depois da revolta de 2011 contra Assad.

Últimas notícias