oriente médio

Unicef pede US$ 900 milhões para ajudar as crianças na Síria

Segundo a organização, até o fim de 2015, mais de 8,6 milhões de crianças na região devem ter as vidas destruídas pela violência e o deslocamento forçado

Da AFP
Da AFP
Publicado em 18/12/2014 às 14:23
Foto: BARAA AL-HALABI / AFP
Segundo a organização, até o fim de 2015, mais de 8,6 milhões de crianças na região devem ter as vidas destruídas pela violência e o deslocamento forçado - FOTO: Foto: BARAA AL-HALABI / AFP
Leitura:

A Unicef lançou um pedido de fundos nesta quinta-feira (18) para reunir mais de 900 milhões de dólares em 2015 para ajudar as crianças atingidas pela guerra na Síria.

"A crise síria representa a maior ameaça para as crianças de nosso tempo", afirmou Maria Calivis, diretora regional para o Oriente Médio e o norte da África. 

"Antes do final de 2015, as vidas de mais de 8,6 milhões de crianças na região serão destruídas pela violência e o deslocamento forçado", afirmou.

Calivis explicou que o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) necessita em 2015 duplicar o número de crianças sírias com acesso à água potável, saneamento e educação.

A Unicef prosseguirá com suas campanhas de vacinação contra a poliomielite e com o fornecimento de assistência, inclusive ajuda em efetivo e roupas para inverno, às famílias de  850.000 crianças afetadas pelo conflito.

Mais de 200.000 pessoas morreram a metade da população foi deslocada pela guerra na Síria, que explodiu em março de 2011.

Últimas notícias