Egito

Cinco jihadistas mortos em ação da polícia no Egito

Desde que o exército derrubou o presidente islamita Mohamed Mursi em julho de 2013, os atentados contra as forças de segurança aumentaram consideravelmente no Egito

Da AFP
Da AFP
Publicado em 22/12/2014 às 7:49
Leitura:

Cinco integrantes do principal grupo jihadista egípcio, Ansar Beit al-Maqdis, que jurou obediência à organização Estado Islâmico (EI), morreram no domingo durante um confronto com a polícia, anunciou o ministério do Interior.

Os cinco jihadistas, três deles já identificados, "abriram fogo contra as forças de segurança durante uma operação em uma granja na qual estavam escondidos em Sharquia (delta do Nilo, ao nordeste do Cairo)", afirma o ministério em um comunicado.

"Durante um tiroteio morreram cinco membros do grupo terrorista. Um policial ficou ferido", completa a nota. O ministério informou ter recebido informações de que integrantes do Ansar Beit al-Maqdis preparavam carros-bomba e outros artefatos explosivos na granja de Sharquia.

Desde que o exército derrubou o presidente islamita Mohamed Mursi em julho de 2013, os atentados contra as forças de segurança aumentaram consideravelmente no Egito. 

Últimas notícias