Acordos

China defende diálogo entre EUA e Coreia do Norte

Depois de mais de nove horas sem internet, a Coreia do Norte teve as conexões restabelecidas

Danilo Galindo
Danilo Galindo
Publicado em 23/12/2014 às 10:55
Leitura:

A China defendeu nesta terça-feira (23) um diálogo entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte sobre os ataques informáticos, sem comentar, no entanto, a longa interrupção ocorrida na segunda-feira em seu vizinho e aliado norte-coreano.

As conexões foram restabelecidas nesta terça, depois de mais de nove horas sem internet, informaram especialistas, que sugerem que o país comunista pode ter sido alvo de represálias depois do ciberataque contra Sony Pictures, atribuído por Washington a Pyongyang. 

A Coreia do Norte negou seu envolvimento neste ataque virtual.

"Tomamos nota das posições expressadas pelos Estados Unidos e a República Democrática Popular da Coreia  (RDPC) nos últimos dias. Esperamos que os Estados Unidos e a RPDC possam se comunicar sobre isso", afirmou uma porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Hua Chunying.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias