áfrica

Adolescente filha de cristãos coptas achada morta na Líbia

A menina de 13 anos era filha do casal de médicos egípcio cristão Nagdi Sobhi Tufic e Sahar, mortos na terça-feira

Da AFP
Da AFP
Publicado em 26/12/2014 às 11:58
Leitura:

A adolescente sequestrada na cidade líbia de Sirte por homens armados que mataram seus pais, um casal de egípcios coptas, foi encontrada morta, informou nesta sexta-feira (26) uma fonte médica.

A menina de 13 anos era filha do médico egípcio cristão Nagdi Sobhi Tufic, que foi morto na terça-feira junto a sua esposa, Sahar, também médica. As causas da morte da adolescente não foram divulgados.

Yusef Tebeiqa, presidente do conselho local, disse que, quando os agressores levaram a menina, deixaram outras filhas pequenas do casal na casa em que foram mortos.

Tebeiqa afirmou ainda que o assassinato não foi um crime comum, e sim teve motivação religiosa, já que os pertences das vítimas estavam intactos.

Não é a primeira vez que o leste da Líbia é cenário de assassinatos de egípcios coptas ou estrangeiros de confissão cristã. Em 24 de fevereiro, foram encontrados os corpos de sete cristão egípcios mortos baleados perto de Benghazi.

Milhares de egípcios trabalham na Líbia, principalmente nos setores de construção e artesanato.

Desde a queda do regime de Muamar Khadafi em 2011, a minoria cristã de Líbia expressa sua preocupação pelo auge do movimento islamita extremista, em particular no leste e a multiplicação de ataques e atos de intimidação contra os cristãos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias