Conflito

Hollande: sanções contra Rússia deverão ser levantadas com avanço na Ucrânia

Presidente participará no dia 15 de janeiro de uma reunião sobre a situação entre o poder central e os separatistas pró-russos

Da AFP
Da AFP
Publicado em 05/01/2015 às 7:35
Foto: AFP
Presidente participará no dia 15 de janeiro de uma reunião sobre a situação entre o poder central e os separatistas pró-russos - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

O presidente da França, François Hollande, afirmou nesta segunda-feira que se ocorrerem avanços no conflito da Ucrânia as sanções ocidentais impostas à Rússia deverão ser retiradas. "É preciso levantar as sanções se ocorrerem avanços. Se isso não ocorrer elas seguirão em vigor", disse Hollande em uma longa entrevista à rádio France Inter.

O presidente participará no dia 15 de janeiro em Astana (Cazaquistão) de uma reunião sobre o conflito no leste da Ucrânia entre o poder central e os separatistas pró-russos. Nesta reunião, anunciada pelo presidente ucraniano Petro Poroshenko, também estarão presentes seu colega russo, Vladimir Putin, e a chanceler alemã, Angela Merkel.

"Vou a Astana no dia 15 de janeiro com uma condição: que possam ocorrer novos avanços. Se for para se reunir e falar sem que ocorram progressos, não vale a pena. Mas penso que ocorrerão avanços", acrescentou o presidente francês.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias