Conflito

Cerca de 50 tanques entraram na Ucrânia durante conferência de paz em Minski

País assinou cessar-fogo que tem início em 15 de fevereiro e a retirada de armas pesadas na linha de frente

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 12/02/2015 às 9:56
Foto: AFP
País assinou cessar-fogo que tem início em 15 de fevereiro e a retirada de armas pesadas na linha de frente - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

Cerca de 50 tanques, assim como material pesado, entraram no território ucraniano procedentes da Rússia na madrugada desta quinta-feira, durante a cúpula de paz em Minsk, indicou nesta quinta-feira um porta-voz militar ucraniano.

"Cerca de 50 tanques, 40 lança-foguetes múltiplios Grad, Uragan e Smertch, assim como blindados, atravessaram a fronteira russo-ucraniana no posto de controle de Izvarine", na região separatista pró-russa de Lugansk, declarou Andrei Lysenko em coletiva de imprensa.

A Ucrânia e os rebeldes separatistas assinaram nesta quinta-feira em Minsk um mapa do caminho para restabelecer a paz no leste da Ucrânia, em particular um cessar-fogo a partir de 15 de fevereiro e a retirada de armas pesadas na linha de frente.

"O Grupo de Contato assinou o documento que preparamos com uma grande quantidade de tensão", afirmou o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, após 16 horas de negociações em Minsk (Belarus), que contaram com a presença dos presidentes russo Vladimir Putin e francês François Hollande, além da chanceler alemã Angela Merkel.

O acordo, que segundo a Alemanha está longe de garantir a paz na Ucrânia, retoma as grandes bases dos acordos assinados, também em Minsk, em setembro do ano passado e prevê um cessar-fogo a partir de domingo e a retirada dos beligerantes e das armas pesadas. O acordo foi confirmado por Putin. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias