Feriado

Suu Kyi homenageia o pai, herói da independência birmanesa

Vencedora do Nobel da Paz discursou na cidade natal de seu pai, Natmauk

Da AFP
Da AFP
Publicado em 13/02/2015 às 9:07
Foto: AFP
Vencedora do Nobel da Paz discursou na cidade natal de seu pai, Natmauk - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

A líder opositora birmanesa Aung San Suu Kyi prestou homenagem nesta sexta-feira, feriado nacional, a seu pai, o herói da independência do país.

Cercada por milhares de pessoas, assim como quando foi libertada em 2010 e quando foi eleita deputada em 2012, a vencedora do Nobel da Paz discursou na cidade natal de seu pai, Natmauk (centro), e pediu aos partidários a construção de uma democracia sobre as cinzas da junta militar.

"Se queremos honrar a herança de meu pai, temos que construir uma autêntica nação democrática", afirmou, emocionada, diante da multidão, que exibia bandeiras de seu partido, a Liga Nacional pela Democracia (LND), e fotos do general Aung San, conhecido pelo apelido de "Bogyoke" ("general").

Aung San, que em 2015 completaria 100 anos, foi assassinado em 19 de julho de 1947, poucos meses antes da Grã-Bretanha conceder oficialmente a independência ao país. Quando o militar morreu, a filha tinha dois anos.

A junta militar, que abandonou o poder em 2011, apagou a figura de Aung San da vida pública para que não se falasse de sua filha, principal opositora do regime.

Desde a dissolução da junta militar em 2011, o atual governo, quase completamente civil, adotou uma série de reformas democráticas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias