Dinamarca

Flores são colocadas no local onde morreu suposto autor de atentados na Dinamarca

As flores seriam para expressar o perdão pelo suposto agressor, um dinamarquês de 22 anos que, segundo uma das pessoas, "não sabia o que fazia"

Da AFP
Da AFP
Publicado em 16/02/2015 às 14:18
Foto: SOEREN BIDSTRUP / SCANPIX DENMARK / AFP
As flores seriam para expressar o perdão pelo suposto agressor, um dinamarquês de 22 anos que, segundo uma das pessoas, "não sabia o que fazia" - FOTO: Foto: SOEREN BIDSTRUP / SCANPIX DENMARK / AFP
Leitura:

Dezenas de ramos de flores foram colocados nesta segunda-feira, em Copenhague, no local onde o suposto autor dos dois atentados na capital dinamarquesa foi morto pela polícia, constatou uma jornalista da AFP.

A jornalista viu várias pessoas colocando flores com as quais, explicaram, pretendem expressar seu perdão ao suposto agressor, um dinamarquês de 22 anos que, segundo uma das pessoas, "não sabia o que fazia".

Um motorista parou seu carro e depositou o que parecia um tasbih (uma espécie de rosário usado por muçulmanos), antes de ir embora rapidamente, sem desejar responder a perguntas.

Outro homem, Nicolaus Lambert, declarou que o gesto de deixar flores é "seu beijo do perdão".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias