Saúde

Cientistas desenvolvem substância contra a Aids de eficácia duradoura nos macacos

Substância desenvolvida é fruto de vários anos de pesquisa realizada principalmente pelo Scripps Research Institute

Da AFP
Da AFP
Publicado em 18/02/2015 às 11:47
Leitura:

Uma substância de combate à Aids desenvolvida por uma equipe americana se mostrou eficaz durante vários meses nos macacos, abrindo a perspectiva de um tratamento de efeito prolongado contra o HIV, anunciou nesta quarta-feira a revista Nature.

"Desenvolvemos um inibidor muito poderoso e de espectro muito amplo que atua sobre o HIV-1, ou seja, o principal vírus da Aids presente no mundo", explicou à AFP Michel Farzan, um dos cientistas que coordenou os experimentos.

A substância desenvolvida é fruto de vários anos de pesquisa realizada principalmente pelo Scripps Research Institute, um centro de pesquisa sem fins lucrativos com sede na Flórida e financiado pelo instituto público de pesquisa americano especializado em doenças infecciosas NIAID.

Este composto denominado eCD4-Ig oferece uma "proteção muito, muito forte" contra o HIV, explicou Farzan, baseando-se em um experimento realizado com macacos e descrito na revista científica britânica Nature.

O teste realizado com macacos mostrou que a substância, injetada apenas uma vez, era capaz de proteger por ao menos oito meses do equivalente à Aids para os macacos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias