Tragédia

Familiares de vítimas da tragédia aérea nos Alpes chegam a aeroporto

Um Airbus A320 que transportava 150 pessoas entre Barcelona e Dusseldorf caiu nos Alpes franceses e, segundo o governo francês, não há sobreviventes

Da AFP
Da AFP
Publicado em 24/03/2015 às 11:30
Foto: LLUIS GENE / AFP
Um Airbus A320 que transportava 150 pessoas entre Barcelona e Dusseldorf caiu nos Alpes franceses e, segundo o governo francês, não há sobreviventes - FOTO: Foto: LLUIS GENE / AFP
Leitura:

Os primeiros familiares das vítimas do acidente do Airbus A320 da companhia alemã Germanwings, que decolou de Barcelona, nordeste da Espanha, começaram a chegar ao aeroporto em busca de notícias, comprovou um jornalista da AFP.

Três casais e quatro homens sozinhos, visivelmente abalados, tentavam obter informações sobre o acidente em que, segundo as autoridades francesas, não houve sobreviventes.

Todos eles foram acompanhados para uma sala colocada à disposição dos parentes pela segurança do aeroporto, que impediu a aproximação dos inúmeros jornalistas presentes no local. 

Nenhum representante da companhia aérea se encontrava presente, apenas três atendentes do balcão, que não estavam autorizados a comentar nada.

"Não podemos falar, apenas o encarregado da comunicação de crise", explicou uma funcionária.

O avião da companhia alemã Germanwing que caiu nesta terça-feira nos Alpes franceses transportava 150 pessoas, 144 passageiros e seis membros da tripulação, informou o presidente da companhia aérea de baixo custo, Oliver Wagner.

"Dadas as informações que temos, não podemos dizer se há sobreviventes", declarou Wagner à televisão alemã NTV. 

O secretário de Estado francês dos Transportes, Alain Vidalies, já havia afirmado, no entanto, que não havia nenhum sobrevivente deste voo que conectava Barcelona à cidade alemã de Dusseldorf (oeste).

O presidente francês François Hollande,  por sua vez, indicou que há passageiros espanhóis, alemães e provavelmente turcos no avião acidentado.

Últimas notícias