ATAQUE

Vítimas de atentado em Istambul são 3 israelenses e 1 iraniano, diz mídia turca

Um alto funcionário do governo disse que há suspeita sobre os rebeldes curdos e o EI

Do Estadão Conteúdo
Do Estadão Conteúdo
Publicado em 19/03/2016 às 16:22
Foto: STRINGER / ETKIN NEWS AGENCY / AFP
Um alto funcionário do governo disse que há suspeita sobre os rebeldes curdos e o EI - FOTO: Foto: STRINGER / ETKIN NEWS AGENCY / AFP
Leitura:

Veículos de comunicação da Turquia disseram que três israelenses e um iraniano foram as vítimas do ataque suicida em Istambul. Mais de 30 pessoas de 12 diferentes nacionalidades ficaram feridas. Um alto funcionário do governo disse à Associated Press que as autoridades suspeitam que tanto rebeldes curdos quanto terroristas do grupo Estado Islâmico podem estar por trás do ataque.

 

A agência privada Dogan identificou as vítimas como uma mulher e dois homens de Israel, e um iraniano de 31 anos. A agência não citou a fonte das informações.

O governo da Turquia não comentou a informação e disse apenas que as autoridades estão tentando confirmar a identidade das vítimas.

Um funcionário do governo israelense, por sua vez, confirmou que há pelo menos um cidadão do país entre as vítimas. Eli Bin, diretor do serviço de resgate de Israel, disse que a família da vítima já foi notificada.

Ao mesmo tempo, as autoridades do Ocidente condenaram os atentados.

O porta-voz do departamento de Estado norte-americano, John Kirby, disse que os EUA "se solidarizam" com o combate da Turquia "à ameaça comum terrorista". "Esses atentados terroristas somente reforçam nossa determinação em ajudar a promover a paz e a reconciliação no mundo", disse.

O secretário-geral da Organização dos Países do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, também condenou o atentado. "Não pode haver nenhuma justificativa para o terrorismo. Aliados da Otan estão unidos em nossa determinação de combater a ameaça terrorista em todas as suas formas", disse. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias