Radiação

Vazamento de líquido radioativo detectado em usina japonesa

A empresa estima que o vazamento foi de 750 litros de líquido contendo cobalto-60

Aline Araújo
Aline Araújo
Publicado em 02/06/2016 às 23:11
Leitura:

Um vazamento de líquido que excedia em 40 vezes os limites de radioatividade permitidos foi detectado nesta quinta-feira no interior da usina nuclear Tokai 2, fora de operação há cinco anos, informou a empresa responsável. 

"Por volta das 14h55 (02h55 em Brasília) encontramos líquido acumulado no subsolo do edifício de tratamento de resíduos radioativos da usina, e também nas válvulas de uma cisterna em um andar superior", indicou a Japón Atomic Power Company (JAPC).

A empresa estima que o vazamento foi de 750 litros de líquido contendo cobalto-60, com um nível radioativo de 1.700 becqueréis, 40 vezes superior ao limite tolerado. 

Não houve vazamento de líquido para o exterior da usina e nenhum empregado foi afetado pelo incidente, afirmou a JAPC.

Tokai 2, cerca de 150 km ao norte de Tóquio, teve as atividades suspensas após o desastre da usina de Fukushima, em 2011, provocado por um tsunami, que endureceu as normas de segurança nuclear no arquipélago. 

Das 54 usinas nucleares que existiam no Japão antes do acidente, apenas duas estão hoje em operação. Doze foram fechadas definitivamente - entre elas, as seis de Fukushima -, e as 40 restantes estão em processo de adaptação das suas medidas de segurança para tentar obter uma autorização de funcionamento. 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias