GRUPO EXTREMISTA

França anuncia bombardeios no Iraque e quer ofensiva mais intensa contra o EI

Aviões franceses da coalizão internacional contra o grupo Estado Islâmico (EI) bombardearam alvos da organização nos arredores de Mossul

AFP
AFP
Publicado em 19/07/2016 às 7:29
Foto: ECPAD / EMA / ARMEE DE L'AIR / AFP
Aviões franceses da coalizão internacional contra o grupo Estado Islâmico (EI) bombardearam alvos da organização nos arredores de Mossul - FOTO: Foto: ECPAD / EMA / ARMEE DE L'AIR / AFP
Leitura:

Aviões franceses da coalizão internacional contra o grupo Estado Islâmico (EI) bombardearam alvos da organização nos arredores de Mossul, noroeste do Iraque, anunciou o governo da França.

"Aconteceram ataques franceses esta noite em Tal Afar, perto de Mossul", declarou o ministro francês da Defesa, Jean-Yves Le Drian, à rádio pública France-Info.

"Atacamos ontem. Não anunciamos todos os dias, mas desde que estamos na coalizão atacamos todos os dias", completou o ministro.

"Atacar em Mossul, atacar no Iraque também é assegurar nossa segurança na França, inclusive globalmente na Europa", afirmou.

Os integrantes da coalizão, que se reúnem na quarta-feira e quinta-feira em Washington, devem "impulsionar até o fim a atual ofensiva no Iraque e na Síria", disse Le Drian.

O ministro francês destacou a necessidade de concentrar os ataques nos "epicentros" do EI em Mossul e Raqa (Síria), de onde são "organizados os comandos terroristas".

A ofensiva avança e o "Daesh (acrônimo do Estado Islâmico em árabe) perdeu 40% de seu território, perdeu muitos combatentes, perdeu muitos recursos", afirmou o ministro, ao mesmo tempo que indicou que a luta "ainda levará tempo".

O anúncio dos bombardeios aconteceu poucos dias depois do ataque de 14 de julho em Nice, que matou 84 pessoas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias