COREIA DO NORTE

Inundações na Coreia do Norte deixam ao menos 133 mortos e 395 desaparecidos

De acordo com o balanço da ONU, mais de 35.000 casas e 8.700 edifícios públicos foram danificado

ABr
ABr
Publicado em 12/09/2016 às 7:05
Foto: GREG BAKER / AFP
De acordo com o balanço da ONU, mais de 35.000 casas e 8.700 edifícios públicos foram danificado - FOTO: Foto: GREG BAKER / AFP
Leitura:

Ao menos 133 pessoas morreram e 395 estão desaparecidas em consequência das inundações que afetam o nordeste da Coreia do Norte desde o início do mês, informou a ONU nesta segunda-feira (12).

Um total de 107.000 pessoas foram retiradas das áreas próximas ao rio Tumen, de acordo com o Escritório das Nações Unidas para Assuntos Humanitários, que citou como fonte o governo norte-coreano.

De acordo com o balanço, mais de 35.000 casas e 8.700 edifícios públicos foram danificados. Além disso, 16.000 hectares de plantações estão debaixo de água.

As pessoas na região afetada passam por grandes dificuldades. A imprensa estatal informou que uma campanha para estimular a economia nacional foi redirecionada para ajudar as vítimas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias