Notre-Dame

Incêndio atinge Catedral de Notre-Dame, em Paris

O incêndio, cuja gravidade ainda está para ser determinada, toma conta do sótão da catedral

Eduardo Rolemberg
Eduardo Rolemberg
Publicado em 15/04/2019 às 14:30
Foto: Pierre Galey/AFP
FOTO: Foto: Pierre Galey/AFP
Leitura:

Atualizada às 16h40

Um incêndio atingiu a emblemática catedral de Notre-Dame, localizada na Île de la Cité, em Paris, nesta segunda-feira (15). A tragédia está "Potencialmente ligada" ao trabalho de reformas da construção, segundo o corpo de bombeiros, e já destruiu todo o pináculo, uma das principais torres da Catedral.

Inicialmente relatado por usuários na redes sociais, o incêndio de grandes proporções logo tomou conta do sótão da catedral e atinge toda a estrutura do telhado, segundo o Porta-voz de Notre-Dame, André Finot. "Não restará nada da estrutura (do teto), que data do século XIX de um lado e do XIII do outro", lamentou.

"Um incêndio terrível está acontecendo na Catedral de Notre-Dame. Os bombeiros de Paris estão tentando dominar as chamas, e nós fomos ao local em estreita conexão com a diocese de Paris. Eu peço a todos que respeitem o perímetro de segurança", escreveu a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, em seu perfil oficial do Twitter.

Segundo o vice-prefeito de Paris, Emmanuel Grégoire, após a confirmação do desmoronamento da principal torre da catedral, "a partir de agora, uma missão especial foi iniciada para tentar salvar todas as obras de arte que for possível", relatou.

De acordo com o porta-voz da Notre-Dame, o fogo começou no fim da tarde, horário local. "Não restará nada da estrutura (do teto), que data do século XIX de um lado e do XIII do outro", lamentou pouco antes André Finot, porta-voz da catedral.

Representantes mundiais

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também tuitou sobre o assunto. "É tão horrível ver o enorme incêndio na catedral de Notre-Dame em Paris. Talvez possam usar aviões-tanque para apagá-lo. É preciso agir rapidamente!", escreveu.

Assim como Trump, outras autoridades falaram sobre o assunto. A chanceler alemã, Angela Merkel, disse que a catedral é um "símbolo da França" e da "cultura europeia". Já o porta-voz da Conferência dos Bispos da França, Vincent Neymon, a classificou como "símbolo vivo da fé católica". O prefeito de Londres, Sadiq Khan, afirmou estar ao lado de Paris "em sua tristeza", assim como a Organização das Nações Unidas (Unesco), que através de seu diretor-general, chamou Notre-Dame de “patrimônio inestimável”.

A polícia isolou a área e está retirando os muitos turistas que estavam dentro do monumento. "A partir de agora, uma missão especial foi iniciada para tentar salvar todas as obras de arte que for possível", relatou o vice-prefeito de Paris,  Emmanuel Grégoire.

O presidente da França, Emmanuel Macron, cancelou um importante discurso marcado para a noite desta segunda-feira. Macron irá para o pátio da Notre-Dame de Paris.O primeiro-ministro Edouard Philippe também visitará o lugar, informou seu gabinete.

História de Notre-Dame

A Catedral de Notre-Dame de Paris foi construída entre 1163 e 1245 na Île de la Cité, Ilha da Cidade em português. Ela é uma das catedrais góticas mais antigas do mundo. O nome significa Nossa Senhora e é dedicada à Virgem Maria. Cerca de 13 milhões de pessoas visitam ao ano, ela é o monumento histórico mais frequentado da Europa.

Ela já recebeu, em seus oito séculos de história, várias reformas. Sendo a mais importante em meados do século XIX

Em Notre-Dame foram realizados importantes acontecimentos, entre os quais vale destacar a coroação de Napoleão Bonaparte, a beatificação de Joana D’Arc e a coroação de Henrique VI da Inglaterra.

Foto: AFP
Um incêndio atingiu a catedral de Notre-Dame, em Paris, nesta segunda-feira (15) - Foto: AFP
Foto: AFP
Uma multidão de parisienses e turistas chocados, alguns chorando, outros rezando, olhavam com horror - Foto: AFP
Foto: AFP
As chamas devoraram a emblemática catedral de Notre-Dame, no centro de Paris - Foto: AFP
Foto: AFP
Todos viram, perplexos, o maior monumento visitado da Europa se destruir em meio ao fogo - Foto: AFP
Foto: AFP
As chamas começaram por volta das 19h50 local (14h50 no horário de Brasília - Foto: AFP
Foto: AFP
Rapidamente, vários bombeiros foram chamados para conter o incêndio - Foto: AFP
Foto: AFP
Bombeiros indicaram que uma reforma pode ter começado o incêndio - Foto: AFP
Foto: AFP
Mas ainda não há uma confirmação oficial. Só uma perícia no local dirá o que, de fato, aconteceu - Foto: AFP
Foto: AFP
A estrutura principal da Notre-Dame foi salva e preservada - Foto: AFP
Foto: AFP
Um dos profissionais ficou gravemente ferido e é a única vítima relatada - Foto: AFP
Foto: AFP
Muita coisa foi destruída no incêndio - Foto: AFP
Foto: AFP
A polícia tentava afastar transeuntes das duas ilhas do Sena - Foto: AFP
Foto: AFP
O vento espalhou, rapidamente, as cinzas pelo centro de Paris - Foto: AFP
Foto: Pierre Galey/AFP
De longe era possível ver toda a destruição - Foto: Pierre Galey/AFP
Foto: AFP
A comoção foi grande em todo lugar do planeta - Foto: AFP
Foto: AFP
Vários líderes mundiais se solidarizaram com a tragédia - Foto: AFP
Foto: AFP
A Catedral de Notre-Dame de Paris foi construída entre 1163 e 1245 na Île de la Cité - Foto: AFP
Foto: AFP
Ela é uma das catedrais góticas mais antigas do mundo - Foto: AFP
Foto: AFP
Apesar da destruição, o presidente francês garantiu: "vamos reconstruir a Notre-Dame" - Foto: AFP

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias