RASCUNHO

Carta da retirada dos EUA do Iraque é 'rascunho autêntico' enviado por engano

Segundo o chefe do Estado Maior dos EUA, a carta não deveria ter sido divulgada no momento

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 06/01/2020 às 20:03
Notícia
Foto: US EMBASSY IN IRAQ / AFP
Segundo o chefe do Estado Maior dos EUA, a carta não deveria ter sido divulgada no momento - FOTO: Foto: US EMBASSY IN IRAQ / AFP
Leitura:

Um texto do governo dos Estados Unidos informando que as tropas americanas começarão a se retirar do Iraque é um rascunho "genuíno", de uma carta que não deveria ter sido divulgada no momento, informou nesta segunda-feira o chefe do Estado-Maior dos EUA, general Mark Milley.

>>  EUA, Irã e Iraque: entenda os eventos recentes que culminaram em ataque ordenado por Trump

Comunicado

Mais cedo, o secretário americano de Defesa, Mark Esper, negou a saída das forças dos EUA do território iraquiano, após a divulgação de um texto que comunicava a Bagdá que as tropas se preparavam para partir "em deferência à soberania" do país. 

"Não há qualquer decisão de abandonar o Iraque (...). Não adotamos a decisão de sair do Iraque. Ponto", garantiu Esper. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias