Bumerangue

Receita Federal e Polícia Federal desarticulam esquema de fraude em exportações

Foi identificada existência de um esquema de fornecimento de produtos siderúrgicos de origem nacional

Da Agência Brasil
Da Agência Brasil
Publicado em 25/02/2015 às 11:56
Foto: Agência Brasil
Foi identificada existência de um esquema de fornecimento de produtos siderúrgicos de origem nacional - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

A Receita Federal informou que foi desarticulado de esquema de fraude em exportações nos estados do Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e São Paulo. Chamada de Bumerangue, a operação da Receita Federal contou com a participação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.

Conforme comunicado da Receita, com o início das investigações, foi identificada existência de um esquema de fornecimento, em cidades do Mato Grosso do Sul, próximas à fronteira, de produtos siderúrgicos de origem nacional: os produtos eram exportadas e depois retornavam sem o recolhimento dos tributos devidos.

Notas fiscais eram emitidas por estabelecimentos empresariais situados em Ponta Porã (MS) para dar uma aparência de legalidade ao transporte das mercadorias. Após a entrega das mercadorias em território nacional, as notas fiscais eram canceladas. Com o avanço das investigações, foi constatado que, na maioria dos casos, o grupo investigado utilizava-se da denominada exportação fictícia ou simulada, informou a Receita Federal.

Ao saír das indústrias, as mercadorias eram entregues a destinatários nos estados do Paraná e de São Paulo logo após a emissão das notas fiscais, sem sequer chegar ao estado do Mato Grosso do Sul. Mato Grosso do Sul era registrado nas notas como o estado de origem das mercadorias exportadas.

Levantamento inicial informa que as fraudes superam R$ 250 milhões. Estão sendo cumpridos 12 mandados de prisão temporária e 39 de condução coercitiva, além de 35 mandados de busca e apreensão em residências dos investigados e nas empresas supostamente ligadas ao grupo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias