Agricultura

Produtores rurais cobram de Kátia Abreu melhorias na agricultura familiar

Principais pedidos são relacionados à importação de café peruano, que os produtores são contra, subsídios para compra de milho utilizados como alimentação para os rebanhos e dispositivos legais em favor da agricultura familiar

ABr
ABr
Publicado em 19/05/2015 às 20:41
Foto: José Cruz/ Agência Brasil
Principais pedidos são relacionados à importação de café peruano, que os produtores são contra, subsídios para compra de milho utilizados como alimentação para os rebanhos e dispositivos legais em favor da agricultura familiar - FOTO: Foto: José Cruz/ Agência Brasil
Leitura:

Representantes de entidades sindicais de produtores rurais de todo o país se reuniram nesta terça-feira (19), em Brasília, com a ministra da Agricultura, Kátia Abreu. Liderados pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), eles apresentaram uma série de reivindicações para melhorias na agricultura familiar.

Os principais pedidos são relacionados à importação de café peruano, que os produtores são contra, subsídios para compra de milho utilizados como alimentação para os rebanhos e dispositivos legais em favor da agricultura familiar.

“O que não teve de resposta concreta ficou de ser aprofundado e discutido, como a criação de uma diretoria de Agricultura Familiar na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. A ministra se dispôs a dialogar para avaliar essa possibilidade”, informou o secretário de Política Agrícola da Contag, David Wylkerson. 

A ministra analisou também a viabilidade das reivindicações e prometeu defender a agricultura familiar. “Todos os nossos programas são para ampliação da classe média rural. Queremos manter os que estão lá e buscar os demais. Para isso, a gestão da terra é o mais importante”, acrescentou Kátia Abreu.

O encontro faz parte do 20º Grito da Terra Brasil, a principal ação de massa do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR). A mobilização dese ano ocorre entre 18 e 22 de maio, de forma conjunta em todo Brasil, envolvendo protestos e reuniões com autoridades federias e estaduais.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias