Operação Lava Jato

Ministro da Justiça diz que trocará equipe da PF, em caso de novo vazamento

Eugênio assumiu o ministério na última quinta-feira (17)

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 19/03/2016 às 11:10
Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ
Eugênio assumiu o ministério na última quinta-feira (17) - FOTO: Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ
Leitura:

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, o novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão, disse, na última sexta-feira (18), que trocará toda a equipe da Polícia Federal (PF), em caso de novo vazamento de informações.

"Cheirou vazamento de investigação por um agente da Polícia Federal, a equipe será trocada, toda. A PF está sob nossa supervisão", falou na entrevista. 

O ministro disse ainda que nega ter a intenção de influenciar na Operação Lava Jato, no qual as investigações são controladas pela PF. Além disso, ele classificou como "extorsão" os métodos utilizados para negociar as delações premiadas.

MINISTÉRIO - Eugênio assumiu o ministério na última quinta-feira (17), juntamente com o ministro da Casa Civil, o ex-presidente Lula, o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Mauro Lopes; e o chefe de Gabinete Pessoal da Presidência da República, Jaques Wagner. A nomeação aconteceu no Palácio do Planalto, em Brasília. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias