Lava Jato

Marcelo Odebrecht confirma pagamento em dinheiro vivo a Lula, diz Istoé

Conforme delação, a maioria dos repasses foram realizados após o ex-presidente deixar o Palácio do Planalto e os maiores fluxos ocorreram entre 2012 e 2013

Editoria de Política
Editoria de Política
Publicado em 15/12/2016 às 10:44
Foto: Ricardo Stuckert/ Institulo Lula
Conforme delação, a maioria dos repasses foram realizados após o ex-presidente deixar o Palácio do Planalto e os maiores fluxos ocorreram entre 2012 e 2013 - FOTO: Foto: Ricardo Stuckert/ Institulo Lula
Leitura:

O ex-presidente e herdeiro da Odebrecht, Marcelo Odebrecht confirmou em delação à Lava Jato o pagamento em dinheiro em espécie ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A informação é da revista Istoé. A publicação já havia divulgado a informação em primeira mão na edição desta semana, publicada na segunda-feira (11).

Conforme detalhou em delação, Marcelo Odebrecht afirmou que a maioria dos repasses foram realizados após o ex-presidente deixar o Palácio do Planalto e os maiores fluxos ocorreram entre 2012 e 2013. O empreiteiro confirmou as informações da Polícia Federal, que dão conta que mais de R$ 8 milhões, originários do setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, foram transferidos ao petista. Conforme apuração da Istoé, o dinheiro repassado a Lula em espécie derivou desse montante.

De acordo com a publicação, Lula ainda teria sido citado nas delações de Emílio Odebrecht e Alexandrino Alencar. Investigares apuram se os repasses recebidos pelo ex-presidente têm conexão com a Operação Dragão, no 36º desdobramento da Lava Jato.

Delação

Marcelo Odebrecht, que está preso em Curitiba há pouco mais de um ano, assinou acordo de delação premiada e está prestando depoimentos durante toda a semana a procuradores da Lava Jato. Só após a conclusão dos depoimentos o Supremo Tribunal Federal decide homologar ou não os acordos. Marcelo Odebrecht está preso em Curitiba desde o dia 19 de junho de 2015. 

Últimas notícias