Audiência Pública

Glenn Greenwald, do The Intercept, fala na Câmara sobre Lava Jato

O jornalista está sendo ouvido, nesta terça-feira (25), na Comissão de Direitos Humanos e Minorias

JC Online
JC Online
Publicado em 25/06/2019 às 17:37
Notícia
Reprodução de vídeo/TV Câmara
O jornalista está sendo ouvido, nesta terça-feira (25), na Comissão de Direitos Humanos e Minorias - FOTO: Reprodução de vídeo/TV Câmara
Leitura:

Glenn Greenwald, um dos fundadores do The Intercept, está sendo ouvido na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (25). O jornalista fala sobre o vazamento de mensagens atribuídas ao ex-juiz Sergio Moro e a procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato. Acompanhe ao vivo:

Em um dos trechos da audiência, o jornalista disse que o ministro Moro está usando uma tática "cínica" para tentar enganar a população sobre o conteúdo divulgado pelo The Intercept Brasil. "Moro não está defendendo o comportamento que ele teve, porque é impossível ele defender. Ele está fazendo algo diferente, uma tática muito cínica, ele está tentando enganar o público, dizendo que o material é falso", afirmou.

Vazamento de mensagens

Desde o início do mês, o The Intercept vem divulgando trechos de supostas conversas que Moro teria mantido com integrantes da força-tarefa da Lava Jato quando ainda era juiz da 13ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba. A força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal do Paraná (MPF/PR) afirmou que "seus membros foram vítimas de ação criminosa de um hacker que praticou os mais graves ataques à atividade do Ministério Público, à vida privada e à segurança de seus integrantes".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias