PODE MUDAR

Bolsonaro diz que deu 'carta branca' para Guedes fazer mudanças no Coaf

Presidente respondeu a jornalistas ao deixar o Palácio do Alvorada, na manhã deste domingo (4)

Estadão Conteúdo Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 04/08/2019 às 14:29
Notícia
Foto: AFP
Presidente respondeu a jornalistas ao deixar o Palácio do Alvorada, na manhã deste domingo (4) - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

O Presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo, 4, que deu "carta branca" para que o Ministro da Economia faça mudanças no comando do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

Bolsonaro lembrou que a ideia original do governo era transferir o órgão para o Ministério da Justiça. O Congresso, no entanto, manteve o Coaf na estrutura da Economia.

"Dei carta branca a todos os ministros para indicarem as pessoas, e eu tenho o poder de veto. Na MP da reestruturação dos ministérios, (o Coaf) estava com a Justiça. Quando vai para a Economia, Paulo Guedes que define. Se ele quiser mudar, mude sem problema", respondeu a jornalistas, ao deixar o Palácio do Alvorada para participar de um culto evangélico em Brasília.

Legalização do garimpo

Durante o culto que participou na manhã deste domingo, enquanto falava para o público da igreja, o presidente, entre outras coisas, voltou a defender a legalização do garimpo no Brasil. Na última sexta-feira (2), o presidente afirmou que considera realizar uma consulta pública sobre a liberação de mineração em terras indígenas antes de enviar ao Congresso um projeto de lei sobre o tema.  

"Fizemos uma pesquisa e 70% das pessoas é contra legalizar o garimpo. Mas é preciso conhecer a realidade daquelas regiões. Vão continuar existindo na Amazônia garimpeiros que só sabem fazer isso. A legalização vai dar dignidade a eles", defendeu, em discurso de mais de meia hora, na celebração de 25 anos da Igreja Apostólica Fonte da Vida.

Bolsonaro também voltou a dizer que o governo irá questionar contratos firmados por administrações anteriores para estrangeiros explorarem minas de nióbio no Brasil.

Últimas notícias