MANIFESTAÇÃO

'Tem meu desprezo', diz Alcolumbre sobre tuíte de Carlos Bolsonaro

No Twitter, o vereador do PSL disse que Brasil não vai mudar 'por vias democráticas'

JC Online
JC Online
Publicado em 10/09/2019 às 12:38
Notícia
Foto: Pedro França/Agência Senado
O presidente do Senado não apoia uso do fundão para ajudar no combate ao coronavírus - FOTO: Foto: Pedro França/Agência Senado
Leitura:

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), reagiu ao comentário do vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, sobre a democracia no País. O vereador publicou uma mensagem no Twitter dizendo que "a transformação que o Brasil quer" não acontecerá na velocidade almejada por "vias democráticas".

Alcolumbre rebateu a publicação afirmando que a democracia está fortalecida no Brasil e manifestou "desprezo" por comentários no sentido contrário. "No Senado, o Parlamento brasileiro, a democracia está fortalecida, as instituições estão todas pujantes, trabalhando a favor do Brasil. Então, uma manifestação ou outra em relação a esse enfraquecimento tem da minha parte o meu desprezo", disse Alcolumbre quando perguntado sobre o comentário de Carlos.

O presidente do Senado ressaltou que confia na democracia e nas instituições. Ele destacou que está cumprindo um papel para dar "estabilidade" ao País.

Entenda o caso

O vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), publicou em rede social que, por vias democráticas, o Brasil não terá a transformação rápida desejada.

"Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos... e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!", disse Carlos.

Além disso, Carlos escreveu que o atual governo tenta colocar o Brasil "nos eixos", mas que os "avanços são ignorados, e os malfeitores esquecidos". Após ser criticado, escreveu mais tarde: "Agora virei ditador? Pqp! Boa noite a todos!".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias