Previdência

Veja como votaram os senadores pernambucanos na Reforma da Previdência

O Senado Federal aprovou em segunda discussão, nesta terça-feira (22), o texto-base da Reforma da Previdência, com 60 votos a favor e 19 contra

Editoria de Política
Editoria de Política
Publicado em 22/10/2019 às 20:35
Notícia
Foto: Agência Brasil
O Senado Federal aprovou em segunda discussão, nesta terça-feira (22), o texto-base da Reforma da Previdência, com 60 votos a favor e 19 contra - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

Atualizada às 21h45

O Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (22), em segunda discussão, o texto-base da Reforma da Previdência, com 60 votos favoráveis e 19 votos contrários. Entre os três senadores pernambucanos, o líder do governo na Casa Alta, Fernando Bezerra Coelho (MDB) e Jarbas Vasconcelos (MDB) votaram sim, enquanto o líder do PT, Humberto Costa (PT), votou não. 

> Saiba o que vai mudar nas regras de aposentadoria com nova Previdência

A reforma ainda precisa ser promulgada pelo Congresso Nacional para entrar em vigor. A expectativa é que isso ocorra em uma sessão especial a ser agendada, com a presença de Bolsonaro e também do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Oficialmente, ainda não há uma data definida para a realização desta sessão conjunta, entretanto especula-se que ocorra dentro de dez dias.

Em discurso no plenário do Senado, Fernando Bezerra Coelho apontou a aprovação da Reforma da Previdência como um dos principais fatores para assegurar a recuperação da economia brasileira e o reequilíbrio das contas públicas. "Muitos programas do governo federal dependem de recursos da União para levar saúde, educação habitação, transporte público de qualidade, saneamento e acesso a sua água para a população", afirmou o senador. 

Já senador Humberto Costa, também durante a sessão, argumentou que a reforma previdenciária vai "aprofundar um quadro de pobreza" que existe no país. "Vai aprofundar a crise econômica que já há tanto tempo vem castigando o Brasil e o povo brasileiro. Se há de fato um desequilíbrio nas contas da Previdência, por que é que a única alternativa que existe para enfrentá-lo é retirar direitos, é ampliar o empobrecimento da população, é reduzir a sua renda?", disparou.

O senador Jarbas Vasconcelos considerou a aprovação do texto-base como positiva. "Entendo que há espaço para seguirmos discutindo e aprovando novas iniciativas dentro desse assunto que é a previdência, afinal a matéria aprovada não foi a ideal mas a possível dentro da nossa realidade atual", afirmou o emedebista. 

Veja o voto de todos os senadores na 2ª discussão da Reforma da Previdência:

Acir Gurgacz (PDT-RO) - não
Alessandro Vieira (Cidadania-SE) - sim
Álvaro Dias (PODE-PR) - sim
Ângelo Coronel (PSD-BA) - sim
Antonio Anastasia (PSDB-MG) - sim
Arolde de Oliveira (PSD-RJ) - sim
Carlos Viana (PSD-MG) - sim
Chico Rodrigues (DEM-RR)- sim
Cid Gomes (PDT-CE) - não
Ciro Nogueira (PP-PI) - sim
Confúcio Moura (MDB-RO) - sim
Daniela Ribeiro (PP-PB) - sim
Dário Berger (MDB-SC) - sim
Davi Alcolumbre (DEM-AP) - não votou
Eduardo Braga (MDB-AM) - sim
Eduardo Girão (PODE-CE) - sim
Eduardo Gomes (MDB-TO) - sim
Eliziane Gama (Cidadania-MA) - não
Elmano Férrer (PODE-PI) - sim
Esperidião Amim (PP-SC) - sim
Fabiano Contarato (Rede-ES) - não
Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) - sim
Fernando Collor (PRO-AL) - não
Flávio Arns (Rede-PR) - sim
Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) - sim
Humberto Costa (PT-PE) - não
Irajá (PSD-TO) - não
Izalci Lucas (PSDB-DF) - sim
Jader Barbalho (MDB-PA) - sim
Jaques Wagner (PT-BA) - não
Jarbas Vasconcelos (MDB-PE) - sim
Jayme Campos (DEM-MT) - sim
Jean Paul Prates (PT-RN) - não
Jorge Kajuru (Cidadania-GO) - sim
Jorginho Mello (PL-SC) - sim
José Maranhão (MDB-PB) - sim
José Serra (PSDB-SP) - sim
Juíza Selma (PODE-MT) - sim
Kátia Abreu (PDT-TO) - sim
Lasier Martins (PODE-RS) - sim
Leila Barros (PSB-DF) - não
Luiz Carlos Heinze (PP-RS)- sim
Luiz do Carmo (MDB-GO) - sim
Mailza Gomes (PP-AC) - sim
Major Olimpio (PSL-SP) - sim
Mara Gabrilli (PSDB-SP) - sim
Marcelo Castro (MDB-PI) - sim
Marcio Bittar (MDB-AC) - sim
Marcos do Val (PODE-ES) - sim
Marcos Rogério (DEM-RO) - sim
Maria do Carmo Alves (DEM-SE) - sim
Mecias de Jesus (Republicanos-RR) - sim
Nelsinho Trad (PSD-MS) - sim
Omar Aziz (PSD-AM) - sim
Oriovisto Guimarães (PODE-PR) - sim
Otto Alencar (PSD-BA) - não
Paulo Paim (PT-RS) - não
Paulo Rocha (PT-PA) - não
Plínio Valério (PSDB-AM) - sim
Randolfe Rodrigues (Rede-AP) - não
Reguffe (PODE-DF) - sim
Renan Calheiros (MDB-AL) - não
Roberto Rocha (PSDB-MA) - sim
Rodrigo Cunha (PSDB-AL) - sim
Rodrigo Pacheco (DEM-MG) - ausente
Rogério Carvalho (PT-SE) - não
Romário (PODE-RJ) - sim
Rose de Freitas (PODE-ES) - sim
Sérgio Petecão (PSD-AC) - sim
Simone Tebet (MDB-MS) - sim
Soraya Thronicke (PSL-MS) - sim
Stybenson Valentim (PODE-RN) - sim
Tasso Jereissati (PSDB-CE) - sim
Telmário Mora (PROS-RR) - sim
Vanderlan Cardoso (PP-GO) - sim
Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) - não
Wellington Fagundes (PL-MT) - sim
Weverton (PDT-MA) - não
Zenaide Maia (PROS-RN) - não
Zequinha Marinho (PSC-PA) - sim

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias