AUMENTO DE TARIFA

'Paulo Guedes deve estar ligando lá', diz Bolsonaro sobre aumento de tarifas por Trump

Contudo, Bolsonaro não deixou claro para quem seria feita a ligação

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 02/12/2019 às 21:42
Notícia
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Contudo, Bolsonaro não deixou claro para quem seria feita a ligação - FOTO: Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 2, que o ministro da Economia, Paulo Guedes, deve fazer um telefonema para tratar do aumento de tarifas sobre aço e alumínio do Brasil e da Argentina, anunciado mais cedo pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. "Paulo Guedes deve estar ligando lá", afirmou. Bolsonaro não deixou claro para quem seria feita a ligação. A declaração de Bolsonaro foi feita no começo da noite, quando o presidente retornou ao Palácio da Alvorada.

Pela manhã, o presidente da República disse que, "se for o caso", conversará com o presidente Trump. "Vou conversar com Paulo Guedes. Se for o caso ligo para o Trump. Tenho um canal aberto com ele", disse Bolsonaro.

A proximidade com Trump é frequentemente apontada pelo governo brasileiro como uma conquista da gestão Bolsonaro.

Em uma publicação no Twitter, no entanto, o presidente Trump afirmou que Brasil e Argentina têm desvalorizado as próprias moedas e, por conta disso, anunciou que vai retomar tarifas sobre aço e alumínio provenientes dos dois países da América do Sul.

Confira a publicação

"A desvalorização não é boa para os nossos fazendeiros", disse o chefe da Casa Branca, acrescentando que o que vem acontecendo com as moedas locais frente ao dólar causa dificuldades para as exportações americanas. "O Fed (Federal Reserve, o banco central americano) precisa agir para que países não tirem vantagem de nosso dólar forte", completou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias