Polêmica

'É mentira rasteira', rebate Temer sobre fim do Bolsa Família

O vice se pronunciou através das redes sociais

Do Estadão Conteúdo
Do Estadão Conteúdo
Publicado em 16/04/2016 às 10:31
Valter Campanato / Agência Brasil
O vice se pronunciou através das redes sociais - FOTO: Valter Campanato / Agência Brasil
Leitura:

A um dia da votação do impeachment, o vice-presidente Michel Temer usou uma rede social na manhã deste sábado, 16, para desmentir que irá acabar com programas sociais, como o Bolsa Família, caso ele assuma o governo.

A defesa do vice-presidente vem em resposta ao vídeo publicado pelo governo na internet nessa sexta-feira. No vídeo, a presidente chama o processo de impeachment de "aventura golpista". "Os golpistas querem revogar direitos como Bolsa Família e Minha Casa, Minha Vida", disse a presidente na propaganda. 

"Leio hoje (sábado) nos jornais as acusações de que acabarei com o Bolsa Família. Falso. Mentira rasteira. Manterei todos programas sociais", escreveu em sua conta pessoal no Twitter, por volta das 7h30.

Temer voltou a Brasília na noite de sexta-feira, 15, alterando seu plano inicial de passar o fim de semana em São Paulo. O vice-presidente marcou uma reunião de trabalho às 12h, no Palácio do Jaburu.

Apesar de seus aliados demonstrarem confiança na vitória do impeachment, ainda há o receio de que o governo possa evitar os 342 votos em favor do impedimento.

A notícia de que três deputados do PP voltaram atrás na decisão de apoiar o impeachment acionou o alerta no grupo de Temer. Ainda assim, o ex-ministro Eliseu Padilha, que integra o núcleo duro do vice, classificou como "piada" a suposta reação.

 

Também numa conta de rede social, Padilha ressaltou o pedido de demissão do presidente do PSD, Gilberto Kassab, do Ministério das Cidades.

 

 

 

 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias