impeachment

Danilo Cabral e Felipe Carreras pedem para deixar secretarias e votar no impeachment

Secretários de Planejamento e de Turismo e Esportes pediram ao governador Paulo Câmara para participar das votações na Câmara

Marcos Oliveira
Marcos Oliveira
Publicado em 28/03/2016 às 19:36
Foto: JC Imagem
Secretários de Planejamento e de Turismo e Esportes pediram ao governador Paulo Câmara para participar das votações na Câmara - Foto: JC Imagem
Leitura:

Assim como o secretário das Cidades, André de Paula (PSD), os secretários Danilo Cabral (Planejamento) e Felipe Carreras (Turismo e Esportes) pediram ao governador Paulo Câmara (PSB), na tarde desta segunda-feira (28), para se afastarem temporariamente dos seus cargos e participarem da votação pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Os dois são favoráveis ao impeachment da petista.

Aos secretários, o governador teria dito que entendeu a posição de ambos e ficado de conversar com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira. A ideia é que o partido lance um chamamento nacional para todos os parlamentares licenciados retornarem aos cargos para participar do processo.

Danilo e Felipe deixariam as secretarias dias antes da votação do impeachment e retornariam logo depois, assim como André de Paula.

Com a saída dos três, os suplentes Fernando Monteiro (PP), Cadoca (sem partido) e Raul Jungmann (PPS) perderiam temporariamente a vaga de deputado federal durante o processo do impechmant.

Leia a íntegra da nota:

Os secretários Danilo Cabral (Planejamento e Gestão) e Felipe Carreras (Turismo, Esportes e Lazer) comunicaram ao governador Paulo Câmara, nestasegunda-feira (23), o desejo de participar da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. Em respeito ao povo brasileiro, especialmente aos pernambucanos, que lhes delegaram confiança ao elegê-los deputados federais, eles solicitaram exoneração dos cargos para retomada dos mandatos parlamentares a fim de participar dessa votação que marcará uma nova página na história do Brasil. Ambos aguardam a orientação do Partido Socialista Brasileiro, ao qual são filiados, mas  antecipam que são favoráveis ao afastamento da presidente.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias