denúncia de improbidade

Paulo Câmara diz que questionamentos sobre emendas para shows são de antes do seu governo

Governador socialista sucedeu os aliados Eduardo Campos e João Lyra Neto

Paulo Veras
Paulo Veras
Publicado em 08/07/2016 às 7:30
Fotos: Aluisio Moreira/SEI
Governador socialista sucedeu os aliados Eduardo Campos e João Lyra Neto - FOTO: Fotos: Aluisio Moreira/SEI
Leitura:

Questionado sobre as ações de improbidade administrativa do Ministério Público contra o uso irregular de emendas de deputados estaduais para financiar shows através da Empetur em 2014, o governador Paulo Câmara (PSB) fez questão de frisar que todos os fatos questionados são de antes do seu governo, embora tenha sucedido os aliados Eduardo Campos e João Lyra Neto, ambos governadores em 2014.

"Todos os fatos que estão relacionados nessa possível denúncia do Ministério Público são relacionados a antes de eu assumir o governo. Nós temos um avanço na forma de organização disso. Que é permanente. Mais na frente, a gente vai ter que reorganizar também, sempre aprimorando. Eu acho que os controles estão sendo bem feitos dentro da Empetur de 2015 para cá. Ajustou algumas falhas que podiam ocorrer anteriormente", afirmou.

Paulo disse ter plena confiança em seus gestores e garantiu que acatará com tranquilidade recomendações dos órgãos de controle sem deixar de “fazer cultura” e apoiar o setor turístico com transparência.

No último mês, os cantores André Rio e Cezzinha denunciaram a cobrança de propina na realização de shows financiados pelo Estado. O governo refuta as acusações. O Ministério Público e o Tribunal de Contas abriram procedimentos para apurar.

Últimas notícias