Redução de preço

Apple reduz preço do iPhone no Brasil, mas aumenta o do iPad em até 40%

As mudanças nos preços praticados refletem os anúncios dos novos produtos

Da Folhapress
Da Folhapress
Publicado em 10/09/2015 às 20:19
Foto: Divulgação/ Apple
As mudanças nos preços praticados refletem os anúncios dos novos produtos - FOTO: Foto: Divulgação/ Apple
Leitura:

A Apple já está se preparando para a chegada de sua nova linha de produtos, anunciada nesta quarta-feira (9). A empresa reajustou o preço de seus aparelhos, nesta quinta-feira (10), no Brasil. Assim, o iPhone 6 ficou mais barato, enquanto o iPad está até 40% mais caro.

Um dos modelos mais antigos da empresa à venda no país, o iPhone 5s é quem teve a menor redução. A versão do aparelho com 16 Gbytes passou de R$ 2.500 para R$ 2.300, uma redução de 8%. O modelo com 32 Gbytes saiu de R$ 2.900 para R$ 2.500.

O iPhone 6 também sofreu redução de preço. As versões de 16 Gbytes e 64 Gbytes passaram a custar, respectivamente, R$ 3.200 e R$ 3.500.

Com tela maior, o iPhone 6 Plus agora é vendido por R$ 3.500, na versão com 16 Gbytes. O modelo mais potente, de 64 Gbytes, teve o preço reajustado para R$ 3.800.

Quem seguiu na contramão foi o iPad Air. O tablet da empresa, de 16 Gbytes, saiu de R$ 2.500 e agora está sendo vendido por R$ 3.500.

As mudanças nos preços praticados refletem os anúncios dos novos produtos. O iPad Pro, que terá uma tela de 13 polegadas, foi o grande destaque da apresentação, tendo passado por uma reformulação, que o deixou mais potente. Será vendido a partir de US$ 799.

Já os iPhones 6s não tiveram o mesmo destaque. A novidade neles é a 3D Touch, uma ferramenta que consegue identificar a força aplicada pelo usuário na tela. Assim, com menos intensidade, abre apenas um pop-up dos aplicativos. Um aperto mais forte carrega o app todo. Vão custar entre US$ 199 e US$ 499.

Os novos produtos ainda não têm data para chegar ao Brasil.

Esse é o segundo reajuste de preços da Apple em 2015. No começo do ano, ela deixou os iPhone 6 R$ 300 mais caros.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias