Cena Política

Datena saiu da Band dizendo que será candidato a presidente, mas o objetivo é outro

O acordo com o presidente do PSL, Luciano Bivar, detalhado. Ele topava se lançar para a presidência, mas queria garantia de apoio da sigla para o cargo que realmente pretende disputar, caso a presidência não desse certo.

Igor Maciel
Igor Maciel
Publicado em 14/10/2021 às 11:24
Análise
José Luiz Datena - Crédito: Reprodução / Band
José Luiz Datena (PSL) - FOTO: José Luiz Datena - Crédito: Reprodução / Band
Leitura:

O apresentador José Luiz Datena (PSL) começou a se despedir de seu programa na Band, segundo ele, para ser candidato a presidente da República.

De fato, esse era o plano do PSL quando o convidou para a filiação em julho.

Mas, quando aceitou o convite, o comunicador avisou que essa não era a sua intenção principal.

O acordo com o presidente do PSL, Luciano Bivar, foi bem específico. Ele topava se lançar para a presidência, mas queria garantia de apoio da sigla para quando fosse candidato ao Senado por SP.

Esse é o objetivo principal.

"Ele disse que topava lançar o próprio nome à presidência como um teste e que, se as pesquisas mostrassem ele com potencial, iria para a campanha de presidente. Mas o desejo mesmo é disputar pra senador", explica uma fonte no partido de Bivar.

>>> Antes de Datena: relembre apresentadores de TV que apostaram na política

Depois da filiação, algumas mudanças aconteceram. A principal delas foi a fusão entre PSL e DEM.

Mesmo assim, Datena manteve o trato e começou a se afastar do trabalho na televisão, o que mostra que as garantias para ser candidato estão mantidas.

O problema é que, para presidente, o cenário mudou.

Se, antes, o apresentador era o único nome no PSL e vinha sendo cortejado por outros candidatos para ser vice, caso de Ciro Gomes (PDT), agora ele divide o espaço no União Brasil (da fusão de DEM e PSL) com o ex-ministro Henrique Mandetta (DEM).

E ainda tem que disputar espaço com o futuro candidato do PSDB que pode ser Eduardo Leite (RS) ou João Doria (SP).

A tendência é que ele acabe disputando o Senado mesmo.

Comentários

Últimas notícias