finanças

Você leva uma vida frugal? Saiba como ter equilíbrio e planejamento nas finanças

"Muitos se enganam pensando que uma vida frugal foca no menor preço apenas, mas isso pode resolver o agora e trazer problemas adiante, por isso o olhar para a qualidade é relevante"

Leandro Trajano
Leandro Trajano
Publicado em 15/03/2021 às 7:31
Artes/JC
Entenda como ter uma vida financeira equilibrada - FOTO: Artes/JC
Leitura:

Ao longo dos anos imerso no universo do planejamento e da educação financeira, vi muitas situações, desafios, histórias encantadoras, atitudes equivocadas, escolhas certeiras e tantas, mas tantas outras frágeis e que de fato resultaram em problemas, mas, não por isso, impossíveis de resolver, de aprender, avançar e viver. Mas algo que vejo de forma recorrente é em relação ao padrão de vida, é muito comum mesmo ver as pessoas vivendo acima de suas possibilidades. E isso penaliza, porque se o seu padrão de vida está acima, ou você está se endividando ou queimando reserva, e claro pavimentando um caminho mais desafiador para o seu futuro.

Essa é a razão pela qual estou aqui para falar sobre uma vida frugal, termo desconhecido por muitos e que trago para você. Ter uma vida frugal é ter uma vida em equilíbrio, sem esbanjar ou ser extravagante com suas coisas do dia a dia, econômico, poupador, mas não no sentido de ser "pão duro", mas sim planejado, cauteloso, e não só quanto ao dinheiro, mas quanto ao uso do tempo, do consumo, fazendo acontecer dentro das suas possibilidades.

E não tenha dúvidas, uma vida frugal pode te levar mais longe, no sentido de longevidade financeira e tranquilidade, e isso traz uma adequação, que como falei mais acima, em nosso país, hoje está pouco presente. Para isso, é importante você conhecer e reconhecer bem suas condições, viva abaixo dos seus meios e tenha uma conta mensal de obrigação referente ao valor que você deve poupar a cada mês, considerando este como uma "despesa fixa", tal como a conta de energia, internet etc.

Não deixe de lado a qualidade, muitos se enganam pensando que uma vida frugal foca no menor preço apenas, mas isso pode resolver o agora e trazer problemas adiante, por isso o olhar para a qualidade é relevante. Não deixe passar oportunidades de cupons e descontos, porém não faça isso de forma aleatória, lembre que é uma oportunidade somente se for algo que você realmente precisa. Em alguns casos, comprar coisas usadas pode resolver o que você precisa, claro, analise e seja coerente. Vejo muita gente que não faz orçamento para consertar as coisas que quebram, simplesmente compram novas. Não estou dizendo que vale consertar tudo, mas vale pesquisar e analisar. Existe ainda a real possibilidade de vender coisas que você não usa e que podem ser muito úteis para alguém.

E não posso deixar de falar do escambo. Sim, tem coisas que você pode trocar. Para muitos, pode parecer surreal, mas conversando com um casal de amigos fiz uma ótima troca no último ano de um item que eles tinham e não estavam usando e que tem sido bastante útil na minha casa, por um item que nós tínhamos e também não estávamos usando.

Compre por necessidade ou, claro, aquilo que realmente você viu que te agrega ou se planejou, mas não compre à toa, de forma compulsiva ou por hobby. Semanas atrás postei no meu Instagram @personalfinanceiro um vídeo que traz um pouco da história daquele que é considerado por muitos um dos maiores investidores de todos os tempos, o americano Warren Buffett. Neste vídeo, são apresentadas as conquistas, hábitos e algo mais sobre a vida dele, e naturalmente surgem alguns comentários em relação ao estilo de vida levado por Buffett, um estilo de vida frugal, a escolha dele. E claro, entendo aquelas que dizem que, com o dinheiro que ele tem, levariam uma vida diferente, são escolhas. O que reforça que a riqueza por si só não está no dinheiro, não apenas nele, mas no comportamento, nas decisões que tomamos no dia a dia, e isso nos faz plantar hoje, e a depender desse plantio, a colheita nunca acabará.

Por isso, vale a reflexão e a compreensão, um padrão de vida adequado, livra a pessoa do endividamento, que por sua vez livra de tantas outras consequências desagradáveis, e isso pavimenta o caminho para mais conquistas e realizações, bom mapa para aqueles que procuram a liberdade financeira. Não é difícil refletir e imaginar o que seus investimentos precisarão gerar no futuro para subsidiar o seu padrão de vida. Se você tem despesas mais equilibradas, não precisará ser algo astronômico, e com isso, você amplia a sua possibilidade de atingir a sua independência financeira, que por sua vez exige vários ingredientes, requer um longo prazo e muita paciência, mas não tenha dúvidas que o que você leu agora aqui é parte do caminho que pode contribuir seriamente com essa construção.

Abraço e até a próxima!

 

Comentários

Últimas notícias