COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

Pela 2ª vez, governo de Pernambuco adia início do retorno de aulas presenciais em escolas públicas do ensino fundamental

Novo decreto libera aulas presenciais a partir de 18 de março. Antes era 15 de março

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 02/03/2021 às 14:37
Notícia

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Crianças e adolescentes de escolas públicas de Pernambuco estão sem aulas presenciais desde 18 de março do ano passado por causa da covid-19 - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Pela segunda vez, o governo de Pernambuco decidiu alterar a data de autorização para início do retorno do ensino presencial nas escolas públicas da educação infantil e do ensino fundamental. Turmas da 6ª à 9ª série do ensino fundamental (anos finais) agora só poderão voltar presencialmente para as escolas no dia 18 de março. Na semana passada, o governo tinha divulgado que seria em 15 de março. Na primeira vez que anunciou o cronograma, no começo de fevereiro, a data de retomada seria 1º de março.

A nova data consta no decreto estadual 50.346, publicado no Diário Oficial do Estado na última segunda-feira (1º), que estabelece novas medidas restritivas em relação a atividades sociais e econômicas em Pernambuco por causa do avanço da covid-19. Segundo a Secretaria Estadual de Educação, as outras duas datas de retorno - anos iniciais do ensino fundamental e educação infantil - não foram alteradas.

Portanto, fica mantida a autorização para aula presencial do 1º ao 5º ano a partir de 22 de março e para educação infantil de 29 de março em diante. Crianças e adolescentes de escolas públicas de Pernambuco estão afastadas presencialmente das escolas há quase um ano, desde 18 de março de 2020, por causa da pandemia.

Segundo o secretário estadual de Educação, Marcelo Barros, a mudança na data de retorno dos anos finais do fundamental ocorreu para não confundir a população, uma vez que o decreto que ampliou as restrições sociais por causa da covid-19 vale até 17 de março.

"Achamos melhor uniformizar as datas e adiar em três dias a autorização das aulas presenciais para os anos finais do fundamental. Em vez de 15 de março, as escolas municipais podem reabrir em 18 de março para essa etapa", explica Marcelo.

O ensino médio na rede pública - ofertado quase que essencialmente pelas escolas estaduais - está liberado para aulas presenciais desde outubro do ano passado. O ano letivo de 2021, para essas turmas, começou quase um mês atrás, em 4 de fevereiro, no formato híbrido (aulas presenciais e remotas).

Na rede privada, escolas particulares podem funcionar com atividades presenciais em todas as etapas da educação básica - educação infantil, ensino fundamental e ensino médio. A permissão do governo estadual é desde o final do ano passado. Nessas unidades, o ano letivo de 2021 também teve início na primeira semana de fevereiro.

 

Comentários

Últimas notícias