COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

A 83 dias do Enem, quase 2 milhões de provas já estão impressas

Informação foi repassada pelo Inep nesta terça-feira. Devido ao distanciamento, serão usadas mais salas para aplicação das provas

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 27/10/2020 às 19:54
Notícia

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Provas do Enem serão realizadas em janeiro e fevereiro - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

A 83 dias para aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), quase 2 milhões de provas já foram impressas, o que representa 16,5% do total de testes, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Em números exatos, foi concluída a impressão de 1.999.621 de provas. A avaliação, no modelo tradicional, está marcada para 17 e 24 de janeiro. O formato digital será realizado em 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Ao todo, são 5,6 milhões de inscritos.

A estimativa do órgão é utilizar 15 mil locais de provas este ano. Devido à pandemia de covid-19, haverá menos candidatos em cada sala, de modo a garantir o distanciamento mínimo exigido para evitar contaminação. Conforme o Inep, 68% (8.796) dos locais de prova já estão confirmados. "Todos os sistemas para controle e monitoramento da operação Enem 2020 também já foram preparados", informa o instituto.

Entre os procedimentos já realizados estão a consolidação da base de inscritos e a conclusão das contratações, dos convênios e dos acordos de cooperação. As concepções e as adaptações das provas destinadas às pessoas com deficiência também já foram superadas, assim como as concepções dos materiais administrativos e instrutivos, que já estão prontos e foram encaminhados à gráfica contratada.

As estratégias do Enem 2020 foram apresentadas nesta terça-feira (27) durante encontro virtual para capacitação de logística e segurança do exame com representantes envolvidos na operação para aplicação das provas na Região Sudeste.

O Enem é composto por 4 provas objetivas, com 45 questões objetivas em cada, e uma redação. São abordadas quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

PROTOCOLO

No final de julho o Inep divulgou regras complementares do edital do Enem com as recomendações que devem ser seguidas considerando o contexto da pandemia. Todos os candidatos terão que obrigatoriamente usar máscaras durante toda a aplicação das provas. O acesso aos prédios só será permitido com o acessório. Quem não usar vai ser eliminado. As exceções são os candidatos com autismo, deficiência intelectual, deficiências sensoriais ou com quaisquer outras deficiências que as impeçam de portar adequadamente o utensílio de proteção.

A máscara deve cobrir totalmente o nariz e a boca do participante, desde a sua entrada até sua saída do local de provas. Será permitido que o estudante leve máscara reserva para troca durante a aplicação. Também será obrigatório o uso de máscaras pelo acompanhante de mães que estiverem amamentando.

Está mantida a coleta de dado biométrico do participante. O Inep informa que durante o processo de identificação do candidato será necessária a retirada da máscara de proteção, sem tocar sua parte frontal. Em seguida haverá higienização das mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador, antes de entrar na sala de provas.

Os candidatos também terão que respeitar o distanciamento entre as pessoas e os protocolos de proteção contra a doença nos procedimentos como ida ao banheiro e vistoria de materiais, lanches e artigos religiosos. O descarte da máscara, durante a aplicação do exame, "deve ser feito pelo participante de forma segura nas lixeiras do local de provas", explica um dos itens dos editais.

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias