COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

UFPE completa 75 anos com desafio de manter ensino, pesquisa e extensão com menos verbas

A UFPE está entre as melhores universidades federais do País. Aniversário de 75 anos tem várias atividades programadas

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 10/08/2021 às 20:06
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
UFPE está entre as melhores universidades federais do País - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Uma das maiores universidades federais do Nordeste e na lista entre as melhores do País, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) completa nesta quarta-feira (11) 75 anos de fundação. Em um cenário de corte de verbas por parte do governo federal e cujo ministro da Educação, Milton Ribeiro, diz que "a universidade deveria ser para poucos", um dos desafios é justamente manter a instituição produzindo ensino, pesquisa e extensão com menos recursos.

"Temos clareza da relevância e importância da UFPE. Mas é muito difícil para quem está na gestão manter a universidade numa conjuntura bastante desafiadora do ponto de vista financeiro, com corte de recursos, e também pela falta de uma política mais consistente para o ensino superior público a longo prazo", observa o reitor da UFPE, Alfredo Gomes. A universidade tem cerca de 38 mil alunos, sendo a maioria, 29 mil, na graduação. São 2.500 professores, 3.840 servidores técnico-administrativos e câmpus em três cidades, Recife, Vitória de Santo Antão (Zona da Mata) e Caruaru (Agreste).

Alfredo destaca ainda a dificuldade diante da pandemia de covid-19. "É um desafio fazer a gestão em época de pandemia pois afeta toda a universidade. Mas nossa comunidade acadêmica está engajada nesse processo e tem correspondido aos desafios", diz o reitor. As aulas presenciais só estão liberadas para atividades práticas. A maioria das atividades permanece remota. Na UFPE, o orçamento previsto para 2021 era de R$ 130 milhões, mas 13,8% foram bloqueados, o que representa R$ 19 milhões a menos no que a universidade esperava receber.

A despeito da diminuição de verbas, no entanto, o reitor ressalta que "internamente temos planejamentos com metas claramente definidas e estamos conseguindo realizar, mesmo em face de um contexto difícil", comenta Alfredo. Ele cita, como exemplo, a aprovação das cotas na pós-graduação. Do total de vagas nos mestrados e doutorados, no mínimo 30% serão destinadas a pessoas negras (pretas e pardas), quilombolas, ciganas, indígenas, trans (transexuais, transgêneros e travestis) ou com deficiência. "Essa medida fortalece a diversificação etnico-racial", enfatiza.

Para 2022, Alfredo anuncia que vai retomar a oferta do curso de licenciatura intercultural indígena, existente no câmpus de Caruaru. "Vamos reabrir para ingresso já no início de 2022", informa o reitor.

PROGRAMAÇÃO

Várias atividades estão programadas para celebrar os 75 da UFPE. Nesta quarta-feira haverá a reinauguração da Concha Acústica Paulo Freire, no câmpus Recife, às 9h. O educador, se vivo estivesse, completaria 100 anos em setembro.

A comemoração da UFPE prossegue com inauguração de usinas fotovoltaicas, sessão solene de outorga de título honorífico, inauguração de laboratório, além do aniversário de 15 anos dos câmpus de Vitória e Caruaru.

Nesta quarta, o Centro de Informática (CIn) da UFPE chega ao marco de 47 anos de trajetória. Em celebração ao aniversário da instituição, será lançado o livro “Memória CIn-UFPE”, da jornalista Júlia Nogueira de Almeida, que conta os principais marcos da história do Centro. A solenidade será online e iniciará às 17h30, com transmissão no canal do centro no YouTube.

Na quinta-feira (12), às 9h, haverá a inauguração oficial de três usinas fotovoltaicas no Campus Recife, com evento no Auditório Reitor João Alfredo, no prédio da reitoria. O vídeo do evento será divulgado no canal da Universidade no YouTube, a partir das 16h. usina geradora de energia elétrica a partir da matriz solar da Reitoria tem capacidade de 119 kWp, e a do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) tem capacidade de 163 kWp. Ambas começaram a funcionar no início deste ano. Já a usina do Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) começa a operar agora e tem capacidade de 273 kWp.

Na sexta-feira (13) acontece a sessão solene de outorga do título de Doutor Honoris Causa ao compositor, músico e poeta caruaruense Onildo Almeida. A cerimônia será realizada, às 15h, no prédio de Medicina do Centro Acadêmico do Agreste (CAA), no município de Caruaru. O vídeo estreia no canal da UFPE no YouTube, a partir das 10h do sábado (14).

No dia 16, às 10h, será inaugurado o Laboratório de Biossegurança nível 3 – NB3. O evento acontece no prédio da Diretoria de Inovação e Empreendedorismo (Dine), no Campus Recife. O público poderá conferir o vídeo do evento no canal da UFPE no YouTube, a partir das 16h.

No dia 17, às 15h, ocorrerá a comemoração do aniversário de 15 anos do Centro Acadêmico do Agreste (CAA), em Caruaru, junto com a inauguração da usina fotovoltaica do centro. Já no dia 20, às 10h, será a vez de a UFPE comemorar a passagem dos 15 anos do Centro Acadêmico de Vitória (CAV). (Com informações da Ascom da UFPE)

NÚMEROS DA UFPE

3 câmpus (Recife, Caruaru e Vitória de Santo Antão)

13 Centros Acadêmicos

103 cursos de graduação presenciais regulares: 86 cursos de graduação no campus Recife, 11 em Caruaru e 06 em Vitória de Santo Antão

143 cursos de pós-graduação stricto sensu, sendo 74 Mestrados Acadêmicos, 15 Mestrados Profissionais e 52 Doutorados Acadêmicos e 2 Doutorados Profissionais.Ao todo são 91 programas de pós-graduação, sendo que 34,1% destes recebeu os conceitos 5, 6 e 7 -os mais altos da Avaliação Capes (dados da avaliação quadrienal de 2017)

27 cursos de pós-graduação lato sensu (especializações);

442 grupos de pesquisa

362 projetos de extensão

28.989 alunos matriculados nos cursos de graduação

8.777 alunos de pós-graduação

Em 2020, a UFPE formou 2,9 mestres por dia e 1,4 doutor

3.117 artigos publicados em periódicos, 2.562trabalhos publicados em anais de evento

6.474 dissertações de mestrado e 3.018 teses de doutorado defendidas de 2016 a 2020

55 patentes depositadas em nome da UFPE e 8 patentes concedidas (dados de 2020)

408 alunos do Colégio de Aplicação (ensinos fundamental e médio)

2.500 professores do Ensino Superior, sendo 89,7% doutores, 8,6% mestres, 1,3% especialistas e 0,4% graduados

55 professores do Colégio de Aplicação, sendo89,1%doutores,9,1% mestres e 1,8% graduados

3.840 servidores técnico-administrativos nos três campi, dos quais 1.166 do Hospital das Clínicas

Comentários

Últimas notícias