COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

Enem 2022: Quem não conseguiu fazer o exame de graça pode contestar resultado a partir desta segunda-feira

Candidato que pediu a isenção do pagamento da taxa de inscrição mas não foi contemplado tem até a próxima sexta-feira (29) para contestar resultado

Margarida Azevedo
Cadastrado por
Margarida Azevedo
Publicado em 25/04/2022 às 8:00
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Provas do Enem estão programadas para serem realizadas em 13 e 20 de novembro - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

Quem pediu isenção da taxa de inscrição do Enem 2022 e não conseguiu a gratuidade pode ingressar com recurso contestando o resultado. O prazo começa nesta segunda-feira (25) e vai até 23h59 de sexta-feira (29). O exame está previsto para 13 e 20 de novembro.

Para entrar com recurso, o candidato deve acessar a página do participante e seguir as orientações que constam na página. Ele tem que enviar documentação que comprove a situação de solicitação de isenção. Serão aceitos somente documentos nos formatos PDF, PNG ou JPG, com o tamanho máximo de 2MB.

No dia 6 de maio o Inep vai liberar o resultado dos pedidos de recurso, também na página do participante.

DATAS

O edital com o cronograma de inscrição do Enem ainda não foi liberado pelo Inep. Também não se sabe qual será o valor da taxa de inscrição. No Enem do ano passado, custou R$ 85.

O estudante que obteve a isenção tem que agora apenas esperar a abertura das inscrições. Vale ressaltar que conseguir a isenção do pagamento da taxa não significa que o candidato está automaticamente inscrito no exame. Todos que serão isentos de pagar a taxa têm que se inscrever no período que for informado pelo Inep.

PARA QUE SERVE O ENEM

O Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Com a nota, é possível concorrer a vagas de graduação em mais de 120 universidades públicas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Em Pernambuco, todas as cinco universidades públicas selecionam seus alunos por meio do Sisu. São elas: UFPE, UFRPE, UFAPE, Univasf e UPE.

Nas faculdades privadas, dá para concorrer, com a nota do Enem, a bolsas por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni).

O exame também é exigido para quem vai pedir auxílio para pagar a faculdade, por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados individuais do Enem também podem ser usados nos processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame.

 

 

Comentários

Últimas notícias