COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

Enem 2022: Veja as informações que você precisa saber na hora da inscrição

É importante saber quais informações o Inep pede no formulário de inscrição antes de iniciar o cadastramento para agilizar o processo

Margarida Azevedo
Cadastrado por
Margarida Azevedo
Publicado em 10/05/2022 às 15:43 | Atualizado em 10/05/2022 às 23:22
YACY RIBEIRO/ACERVO JC IMAGEM/ILUSTRATIVA
Enem tem dois formatos, tradicional e digital. Provas ocorrem nos mesmos dias, 13 e 20 de novembro - FOTO: YACY RIBEIRO/ACERVO JC IMAGEM/ILUSTRATIVA
Leitura:

Antes de iniciar a inscrição no Enem - o prazo começou nesta terça-feira (10) e vai até 21 de maio - é importante saber que informações são exigidas no formulário. Dessa forma, o candidato agiliza o cadastramento e facilita o processo de inscrição. As provas serão dias 13 e 20 de novembro. Qualquer pessoa pode fazer o exame.

 

Antes de começar a inscrição, o estudante precisa utilizar login e senha únicos, cadastrados no portal do Governo Federal. Quem não possui o login pode criá-lo neste endereço eletrônico. É necessário se cadastrar somente uma vez para ter acesso liberado a todos os serviços. Caso o participante já tenha cadastro, mas não lembre a senha, é possível recuperá-la.

Vencida essa etapa é hora de entrar na página do participante para iniciar a inscrição. Na primeira tela há um desafio eletrônico (uma figura que você deve assinalar qual é) para o site ter certeza de que o internauta não é um robô.

DADOS PESSOAIS

As primeiras informações solicitadas são CPF e data de nascimento. O Inep alerta da necessidade de o vestibulando certificar-se que seus dados pessoais estejam corretos e que são os mesmos cadastrados na Receita Federal. Caso contrário é preciso contactar a Receita Federal para proceder a atualização.

Depois o Inep pergunta o endereço do candidato e se ele vai querer provas com algum recurso de acessibilidade. Em seguida, indaga qual língua estrangeira o participante quer responder, dentro da prova de linguagens: se espanhol ou inglês. O candidato informa ainda o ano que concluiu o ensino médio ou se foi em escola pública ou privada.

QUESTIONÁRIO

A etapa posterior é um questionário socioeconômico com 25 perguntas. Nele o estudante informa escolaridade e profissão do pai e da mãe, quantas pessoas residem com ele, qual a renda mensal da família, se há trabalhador doméstico.

Também quantos banheiros e quartos há no seu domicílio. Outras questões são: tem carro, moto, geladeira, freezer, máquina de lavar, máquina de secar, microondas, máquina de lavar louça, aspirador de pó, TV a cores, DVD, TV por assinatura, celular, telefone fixo, computador e acesso à internet.

Segundo o governo federal, os dados coletados servem para realizar estudos e, a partir dos resultados, "criar novas políticas educacionais visando a fornecer uma educação de maior qualidade para a população".

O Inep assegura que "os dados informados são de uso restrito e serão utilizados em programas do governo federal". Vale lembrar que não é possível alterar as respostas após a conclusão da inscrição.

DIGITAL OU IMPRESSO

Concluído o questionário, o vestibulando deve informar e-mail e telefone (fixo, se tiver) e celular. As duas perguntas seguintes são bem importantes. A primeira é se o participante quer fazer o Enem impresso ou digital. Uma vez concluída a inscrição, não dá para modificar essa escolha.

Os dois formatos de avaliação serão realizados nos mesmos dias e horários, com provas iguais. Mas candidatos treineiros, ou seja, que ainda não acabaram o ensino médio ou não estão no último ano só podem fazer a versão tradicional.

A segunda pergunta é qual cidade o estudante vai querer realizar a avaliação. Haverá Enem em todos os Estados brasileiros. Em Pernambuco, o modelo impresso será aplicado em 83 cidades e no arquipélago de Fernando de Noronha.

Importante! Também não pode mudar o município de realização de provas após o término da inscrição. Para o Enem digital, as opções no Estado são Recife, Caruaru e Petrolina.

PAGAMENTO

Somente após o fim da inscrição o candidato acessar a página do participante para escolher que forma de pagamento vai querer: boleto bancário, pix ou cartão de crédito (esses dois últimos são novidades nesta edição de 2022). A taxa de R$ 85 pode ser quitada até 27 de maio.

CURSO SUPERIOR

Para quem planeja fazer um curso superior em universidade pública do País, é imprescindível participar do Enem. São poucas as instituições públicas do Brasil que ainda mantem vestibulares próprios.

A maioria participa do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), processo de seleção coordenado pelo MEC, para preencher vagas nas graduações e que usa o resultado do Enem.

Para ter ideia do tamanho do Sisu, na última edição, realizada em janeiro passado, foram ofertadas 221.790 vagas em 125 universidades.

Em Pernambuco, todas as quatro universidades federais disponibilizam 100% das suas vagas no Sisu: UFPE, UFRPE, Univasf e UFAPE.

CRONOGRAMA

10 a 21 de maio - Inscrição
Até 27 de maio - Pagamento da taxa de inscrição

PROVAS

13 de novembro - Provas de linguagens, redação e ciências humanas, com 5h30 de duração
20 de novembro - Testes de ciências da natureza e de matemática, com 5h de duração

QUEM PODE PARTICIPAR

Enem impresso - Qualquer pessoa, inclusive os alunos chamados treineiros, ou seja, aqueles que não vão concluir o ensino médio este ano ou que não está cursando ainda essa etapa da educação básica

Enem digital - Exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou que está concluindo essa etapa em 2022. Vale destacar que há um número limitado de vagas, preenchidas por ordem de inscrição.

 

Comentários

Últimas notícias