PRÉ-CAMPANHA

Bolsonaristas preparam novo ato, indicando possível escalada na radicalização

Grupos bolsonaristas preparam, para o dia 1 de maio, uma nova manifestação aos moldes da realizada no dia 7 de setembro do ano passado.

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 24/04/2022 às 15:36 | Atualizado em 24/04/2022 às 15:51
Isac Nóbrega/PR
Manifestação de 7 de setembro 2021 - FOTO: Isac Nóbrega/PR
Leitura:

Grupos bolsonaristas preparam, para o dia 1 de maio, uma nova manifestação aos moldes da realizada no dia 7 de setembro do ano passado. Os militantes, defensores de Jair Bolsonaro (PL), estariam agitados após o avanço do presidente contra o Supremo Tribunal Federal após o caso Daniel Silveira.

A ideia, observa-se nas redes, é reascender as críticas feitas pelo grupo ao Supremo. Em setembro último, Jair Bolsonaro chamou o ministro Alexandre de Moraes de "canalha" e afirmou que não mais cumpriria as decisões da Corte. Durante os protestos, grupos tentaram invadir a sede do STF.

Após o ocorrido em 2021, Jair Bolsonaro recuou e divulgou uma carta apaziguando o conflito com o STF. A trégua, porém, parece ter encontrado seu fim quando o mandatário concedeu graça presidencial a Daniel Silveira, condenado a oito anos e nove meses de reclusão.

Ele foi julgado por tentar impedir o livre exercício dos poderes, com emprego de ameaças. Com o 'perdão', Daniel Silveira fica livre da sentença judicial, mas segue com inelegibilidade.

Nas redes sociais, o movimento 'Nas Ruas' já convoca os bolsonaristas para o ato. Em São Paulo, eles querem realizar a manifestação na Avenida Paulista, mas não devem ter sucesso. Isso porque o Governo e a Prefeitura de São Paulo dizem não ter autorizado o evento.

Em tempo, a convocação para a manifestação ocorre num momento em que Jair Bolsonaro vem conseguindo se recuperar nas pesquisas de intenção de voto. O presidente diminuiu sua distância para Lula (PT), consolidando o cenário de disputa isolada com o petista.

Comentários

Últimas notícias