atos antidemocráticos

1 ano do 8 de janeiro: PF faz operação nesta segunda (08) contra suspeitos de financiar atos

Operação Lesa Pátria atua no aniversário dos atos antidemocráticos do 8 de janeiro ao realizar mandados de busca e apreensão contra suspeitos de financiar as ações de bolsonaristas envolvidos

Imagem do autor
Cadastrado por

Cynara Maíra

Publicado em 08/01/2024 às 9:36 | Atualizado em 08/01/2024 às 10:00
Notícia
X

Nesta segunda-feira (08), aniversário de um ano dos atos antidemocráticos de 8 de janeiro, a Polícia Federal realiza mais uma atuação da Operação "Lesa Pátria". O foco dos mandados de busca e apreensão de hoje são suspeitos de financiar as ações antidemocráticas que ocorreram em Brasília. 

ANIVERSÁRIO DO 8 DE JANEIRO: LESA PÁTRIA FAZ OPERAÇÃO CONTRA SUPOSTOS FINANCIADORES

É indicado que a Operação Lesa Pátria efetuou uma prisão preventiva (na Bahia) e 47 mandados de busca e apreensão em 11 estados (Rio Grande do Sul, Bahia, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Maranhão, Paraná, Rondônia, São Paulo, Tocantins e Santa Catarina) e o Distrito Federal. Segundo a coluna "Na Mira", do portal Metrópoles, o estado com maior número de mandados  vinculados a operação sobre os atos do 8 de janeiro foi o RS, com 13. 

O foco dos alvos deste aniversário do 8 de janeiro são pessoas suspeitas de financiar os atos antidemocráticos de um ano atrás. É apresentado que os investigados tiveram seus bens, ativos e valores tornados indisponíveis pela PF. 

Entre os crimes que os suspeitos de financiar o 8 de janeiro poderão ser indiciados estão os de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, dano qualificado, associação criminosa, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido, etc. 

 

Informações apresentadas pelos deputados do PT acreditam que a partir de janeiro as operações começam a focar em nomes maiores envolvidos com os atos antidemocráticos de 8 de janeiro, como financiadores, mentores e até militares que compactuaram com as ações dos manifestantes.

Até o presente momento, as prisões foram de pessoas que atuaram diretamente na depredação dos prédios dos 3 Poderes. A mudança na postura da investigação pode ocorrer após a posse de Paulo Gonet na Procuradoria-Geral da República (PGR), ao dar maior celeridade e prioridade para assuntos como o 8 de janeiro. 

Para o Uol, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann opinou que Jair Bolsonaro (PL) também deve estar entre os investigados pela PF. 

  • Quer ficar informado sobre política, eleições e tudo que envolve o jogo do poder? Clique aqui para se inscrever no nosso canal do WhatsApp.

INVASÃO BRASÍLIA 8 DE JANEIRO: STF inicia SEGUNDO DIA de JULGAMENTO de envolvidos em ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS

Tags

Autor